Monitorização Clima de Portugal - 2008

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Já foi disponinilizado o Relatório de Julho 2008 pelo I.M.

RESUMO MENSAL

JULHO COM TEMPERATURA E PRECIPITAÇÃO INFERIOR AO NORMAL

Este mês foi seco a muito seco, registando-se quantidades de
precipitação inferiores aos valores normais (1971-00), excepto nas
regiões do Douro Litoral, Miranda do Douro e Barlavento Algarvio.
Os valores médios das temperaturas máxima, mínima e média do ar em
Portugal Continental foram inferiores aos correspondentes valores
normal (1971-00) em -1.0ºC, –0.9ºC e –1.1ºC, respectivamente. No
entanto, é de salientar que neste mês de Julho foram registadas
temperatura máximas acima dos 40ºC em 5 estações meteorológicas:

Alvega – 40.9ºC - dia 18 de Julho
Miranda do Douro – 40.6ºC - dia 19 de Julho
Coruche e Portel – 40.5ºC - dia 18 de Julho
Beja – 40.0ºC - dia 18 de Julho

O número de dias com temperatura máxima igual ou superior a 25°C foi
superior ao valor normal (1971-00) enquanto que o número de dias com
temperatura máxima igual ou superior a 30°C foi inferior ao valor
normal(1971-00).

continua em:
http://www.meteo.pt/resources.www/d...MBCkfQ/cli_20080701_20070731_pcl_mm_co_pt.pdf


Temperatura Anomalia - Mínima Média Máxima:

temppo8.gif



Precipitação - Total e Anomalia

precmb8.gif


© Instituto de Meteorologia 2008 - Boletim Climatológico Mensal JULHO 2008
 


rbsmr

Nimbostratus
Registo
6 Ago 2007
Mensagens
595
Local
Cabeça Gorda, Torres Vedras (140m)
Meteo: Julho com temperaturas e precipitação abaixo dos valores normais - IM

Lisboa, 06 Ago (Lusa) - Os valores das temperaturas e precipitação do mês de Julho foram inferiores aos valores normais do período de referência (1971-2000), segundo o boletim climatológico mensal do Instituto de Meteorologia (IM).

O IM classifica o mês de Julho como "Seco" a "Muito Seco" face aos valores inferiores da precipitação, com excepção feita às regiões do Douro Litoral, Miranda do Douro e Barlavento algarvio.

Os valores médios da temperatura máxima foram inferiores aos valores normais em menos um grau Celsius, enquanto os valores médios da temperatura mínima foram inferiores em 0,9 graus Celsius.

Contudo, em Julho registaram-se temperaturas máximas acima dos 40 graus Celsius em 5 estações da rede do IM, nomeadamente em Alvega, Miranda do Douro, Coruche, Portel e Beja.

Quanto à situação de seca meteorológica, 49 por cento do território entrou em situação de seca fraca, na área que corresponde a quase toda a região Sul e parte da região Centro.

O restante território encontra-se em situação normal, segundo o IM.

Em Junho, 43 por cento do país encontrava-se em situação "Normal", 54 por cento em situação de "Chuva Fraca" e apenas o interior do baixo Alentejo (três por cento) encontrava-se em situação de seca fraca.

A escala do IM para o fenómeno da seca apresenta nove níveis e varia entre "Chuva Extrema" e "Seca Extrema".

SB.

Lusa/Fim
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,594
Local
Maçores (Torre de Moncorvo) / Algueirão (Sintra)
Re: Resumo do Mês – Julho de 2008

Os valores do IM não enganam?

"Os valores médios da temperatura máxima foram inferiores aos valores normais em menos um grau Celsius, enquanto os valores médios da temperatura mínima foram inferiores em 0,9 graus Celsius."

Não ia ser o Verão mais quente dos últimos 25 anos???

Ecotretas
http://ecotretas.blogspot.com/2008/08/dar-mo-palmatria.html

Pois, já é o segundo ano que o mesmo se repete mas a culpa não é do IM em ambos os anos mas sim desta mentalidade de aquecimento colectivo :lmao:
 

psm

Nimbostratus
Registo
25 Out 2007
Mensagens
1,509
Local
estoril ,assafora
Re: Resumo do Mês – Julho de 2008

O problema é da nossa sociedade(massmedia); e dos altos representantes do IM (presidente) que ele nunca devia ter enviado para os orgãos de comunicação valores de ESTATISTICA que são lançados pelo ECMWF para periodos de 3 meses.
Nota relevante o verão ainda não findou,e na minha opinião não acredito que irá ser quente,em especial no litoral oeste.
Pelos valores apresentados não foge muito á média do mês de julho.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Re: Resumo do Mês – Julho de 2008

Os valores do IM não enganam?

"Os valores médios da temperatura máxima foram inferiores aos valores normais em menos um grau Celsius, enquanto os valores médios da temperatura mínima foram inferiores em 0,9 graus Celsius."

Não ia ser o Verão mais quente dos últimos 25 anos???

Ecotretas
http://ecotretas.blogspot.com/2008/08/dar-mo-palmatria.html


Não, não ia ser o Verão mais quente dos últimos 25 anos. Essa história foi um monumental disparate da comunicação que por pura ignorância traduziu uma previsão «de 0,5ºC acima da média dos últimos 25 anos» para «o Verão mais quente dos últimos 25 anos».
.
Isso foi desmontado por mim aqui no forum e dei conhecimento do disparate a alguns orgãos de comunicação social que claro, não fizeram qualquer nota rectificativa ao erro.
http://www.meteopt.com/forum/meteor...isoes-para-verao-2008-a-2178-5.html#post75533

Por uma questão de seriedade deverias também tu apagar o teu post no blogue ou explicar aos teus leitores a verdade, de contrário andam todos a escrever disparates em cima de outros disparates, mas vocês é que sabem.
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,214
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Esse erro de interpretação do Verão/2008 mais quente dos últimos 25anos já está mais que discutido e aceite, não há dúvidas!

Alguém da comunicação social lançou um alerta por ter constatado num gráfico uma anomalia sazonal (Verão/2008) com patamar 0.0ºC-0.5ºC acima da média dos últimos 25 anos. Quando nós, membros do forum interpretamos esse patamar como sendo praticamente na média! Quando se prevê este patamar, assim como 0.0ºC/-0.5ºC, pode muito bem ocorrer anomalias negativas numas regiões, enquanto que noutras são anomalias positivas.

Só para termos uma ideia de como este Verão é normalissimo, e devo adverter que ainda só decorreram 41 dias em termos de médias publicadas, dos 90 dias que compõem o Verão completo, para Castelo Branco as médias foram as seguintes, supondo que o mês de Junho é um mês de Verão completo, embora só a partir de dia 21:

Junho______ : +1.05ºC acima da média 1951-80
Junho______ : +0.95ºC acima da média 1961-90
Junho______ : +1.1ºC superior à média 1971-2000

Julho_______ : -0.85ºC abaixo da média 1951-80
Julho_______ : -0.65ºC abaixo da média 1961-90
Julho_______ : -1.35ºC abaixo da média 1971-2000

Daqui posso concluir que Castelo Branco nesta 1ª metade de Verão teve uma anomalia de:

-> +0.100ºC em relação à normal 1951-80
-> +0.150ºC em relação à normal 1961-90
-> -0.125ºC em relação à normal 1971-2000

E é por isso que considero este Verão normal, não critico o intervalo da anomalia sazonal de 0.0/+0.5ºC porque também aceitaria o mesmo intervalo se fosse 0.0/-0.5ºC! Trata-se de um Verão sem anomalias para mim, já sei que contei o mês de Junho inteiro, como também sei que ainda faltam muitos dias de Verão para podermos tirar conclusões certeiras.
 

Ecotretas

Cirrus
Registo
29 Jan 2008
Mensagens
80
Local
Lisboa
Vince: segui a tua sugestão. É claro que passar a informação de forma clara é difícil, e eu não sabia a razão para a história dos 25 anos... Estava claro à espera dos dados concretos para ver que a previsão ia bater errada. Mas deveria ter advinhado esta ideia dos media quererem arranjar notícia onde não a havia... No entanto, também me parece claro que o IM, e o seu presidente, gostam de dar nas vistas, onde não as há.
Ecotretas
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
No entanto, também me parece claro que o IM, e o seu presidente, gostam de dar nas vistas, onde não as há.
Ecotretas

O presidente do IM não fez nada de errado, nas reportagens onde li o que ele disse ele fala de "ligeiramente acima da média" e adverte sobre as incertezas deste tipo de previsão.

Eu não sei se sabes como funcionam os media, numa entrevista és capaz de estar a falar uma hora com o jornalista e depois quando sai a notícia ela vem com um titulo manipulado, errado ou simplesmente baseado numa qualquer frase solta dita durante uma hora e retirada de contexto.
Nos Media tens 3 hipoteses:

a) rigor e verdade
b) disparate por ignorância
c) manipular para vender

Nesta história toda não sei qual foi, mas foi b) ou c) .
E não te preocupes que não são os media que gostam do aquecimento. Eles gostam é de notícias bombásticas, até podem ser do arrefecimento.

Qual é o interesse de uma televisão por exemplo fazer uma reportagem sobre um Verão 0,5ºC, ligeiramente acima da média ? Nenhum. Como não tem interesse por vezes inventam-no.

A máxima a seguir muitas vezes é: «Não deixe que a verdade estrague uma boa história». Ainda este fim de semana vimos como isto funciona. Parece que houve umas noticias acompanhadas de uma fotografia sobre o Santana Lopes. Uma notícia dizia «Santana Lopes na praia em boa companhia», outra dizia «Santana Lopes abraçado à filha de um amigo». A verdade é que Santana Lopes estava realmente abraçado na Praia a uma miuda... que era a sua própria filha !!! A história e a fotografia eram boas, mas a verdade (era a filha) estragaria uma boa história.

A única critica que se pode fazer ao IM é futuramente precaver-se de situações destas. Mas isso é muito dificil, os media fintam até os mais experientes tubarões habituados a eles. Um jornalista fala contigo, tu tentas ser o mais correcto e certo possível mas depois muitas vezes assistes espantado à forma enviesada como eles trabalharam a reportagem no final.

Podes sempre decidir deixar de falar com os Media, há muitos que o fazem. Mas aí corres o risco de os Media não falarem contigo onde tu tentas ser rigoroso, e passam a falar se for preciso com o gajo da rua a perguntar-lhes como vai ser o Verão. O PSM mais acima disse que o IM não devia pôr cá fora previsões sazonais, mas já falámos disso, se não for o IM eles vão buscá-las na mesma e se eles com as coisas bem explicadas e advertidas já distorcem da forma como vimos, como seria então se não existir ninguém a advertir para as incertezas neste tipo de previsão ?
 

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,458
Local
Estarreja
O PSM mais acima disse que o IM não devia pôr cá fora previsões sazonais, mas já falámos disso, se não for o IM eles vão buscá-las na mesma e se eles com as coisas bem explicadas e advertidas já distorcem da forma como vimos, como seria então se não existir ninguém a advertir para as incertezas neste tipo de previsão ?

Se assim for nem sequer o mencionam como já se verificou quando canais avançaram com previsões sazonais para o Verão, recorrendo como disseste a outras fontes e inclusivamente distorcendo a origem das fontes! Aliás já não consigo precisar bem, mas dá-me a sensação que o próprio IM reagiu às previsões sazonais que já haviam colocado! Eu continuo coma minha opinião: previsões sazonais são um risco... a virem cá para fora através de uma fonte oficial (IM), teria que vir sempre acompanhada de um discurso intensivo sobre as incertezas da mesma!

Quanto às evidências a previsão sazonal falha por enquanto! Mas não é de todo um falhar com "f" grande, uma vez que acabou por não se afastar muito da realidade e além disso o Verão não acabou embora eu já não espere assim muito dele! Acho que o IM anda a fazer um trabalho muito bom ultimamente e neste caso acho que não se devem atribuir responsabilidades quando a culpa do IM, a existir, é numa percentagem muito baixa...
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,214
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Bons dias!

Estava eu folheando um dos nossos Jornais Regionais "GAZETA DO INTERIOR", quando me deparei com um artigo do nosso caro meteorologista Costa Alves.

Posso obter o texto integral, mas o resumo via Jornal-Online diz o seguinte:

"
BARRAGEM DA MARATECA NÃO INTRODUZIU ALTERAÇÕES
Alvito poderá influenciar clima de Castelo Branco
Costa Alves afirma que o Verão não está a ser muito quente


O meteorologista Costa Alves afirma que a Barragem da Marateca não tem influência no clima de Castelo Branco, avançando que se passará o mesmo, quando a Barragem do Barbaído for construída. Já a futura Barragem do Alvito, essa sim poderá ter influência, mas realça que "é tudo muito empírico".

António Tavares

(…) A notícia continua na íntegra na edição impressa do Jornal.

13-08-2008 | Edição: 1026 "

[in Jornal Gazeta do Interior]


O texto integral, diz-nos que a nossa Barragem de Sta Águeda (também chamada de Marateca embora incorrectamente) pouco ou nada influenciou
no clima de Castelo Branco (no entanto, adverte-nos para a falta de dados) pois trata-se de uma barragem com 38 milhões de m3 com superfície insignificante para que pudesse influenciar no clima local. Refere também a
sua posição a 10-15km Norte pelo que Castelo Branco se encontra localizado
exterior ao perímetro de influência das brisas de "espelho de água" cujo efeito
se resume a 5km em torno do espelho de água (barragem). Deve também
sublinhar-se a posição a Norte, pelo que a ocorrer vento Norte, este é
geralmente mais seco e não é o vento dominante em Castelo Branco, embora
diga-se de passagem que Castelo Branco não tem uma direcção de ventos
dominantes muito bem definida e característica.

Assinala portanto que mesmo com vento norte a transportar humidade desta
barragem não se faz sentir na cidade, embora possa eventualmente contribuir
com alguns pontinhos apenas na humidade relativa.

Refere por curiosidade que quando regressou a Castelo Branco, estranhou o
facto dos seus conterrâneos afirmarem que devido à Barragem de Sta Águeda
o clima da cidade terá ficado mais ameno, tendo sido este um dos pontos que
quiz verificar não encontrou qualquer evidência, dizendo que seria interessante um estudo baseado nos dados provenientes de estações locais
a situar-se entre a cidade e a barragem (que não existem).

Já a construção da Barragem do Alvito (com 300 milhões de m3) a situar-se a SW-W de Castelo Branco e a passar a escassos 5-8km da cidade, e sendo muito mais extensa e com maior superfície, poderá contribuir de forma mais inequívoca para o transporte de maior humidade dado perímetro de 5km de brisa de espelho de água e dada a localização em conjunto com a maior dominância dos ventos W/SW poderá induzir maior ocorrência de nevoeiros e amenizando um pouco as temperaturas! Já a futura barragem do Barbaído a localizar-se 10km a NW de Castelo Branco terá efeito praticamente nulo uma vez que se situa em vales mais encaixados reduzindo-se a superfície do espelho de água.
 

Dan

Staff
Registo
26 Ago 2005
Mensagens
10,014
Local
Bragança (675m)
RESUMO MENSAL

JULHO COM TEMPERATURA E PRECIPITAÇÃO INFERIOR AO NORMAL

Este mês foi seco a muito seco, registando-se quantidades de
precipitação inferiores aos valores normais (1971-00), excepto nas
regiões do Douro Litoral, Miranda do Douro e Barlavento Algarvio.
Os valores médios das temperaturas máxima, mínima e média do ar em
Portugal Continental foram inferiores aos correspondentes valores
normal (1971-00) em -1.0ºC, –0.9ºC e –1.1ºC, respectivamente. No
entanto, é de salientar que neste mês de Julho foram registadas
temperatura máximas acima dos 40ºC em 5 estações meteorológicas:

Alvega – 40.9ºC - dia 18 de Julho
Miranda do Douro – 40.6ºC - dia 19 de Julho
Coruche e Portel – 40.5ºC - dia 18 de Julho
Beja – 40.0ºC - dia 18 de Julho

Esse valor de 40,6ºC para Miranda do Douro parece-me muito alto. O IM não terá confundido Miranda do Douro com Mirandela?
 

Thomar

Cumulonimbus
Registo
19 Dez 2007
Mensagens
2,689
Local
Cabanas - Palmela (75m)
Esse valor de 40,6ºC para Miranda do Douro parece-me muito alto. O IM não terá confundido Miranda do Douro com Mirandela?

É bem capaz de teres razão, Dan!
Fui verificar o tópico de seguimento do mês de julho e tens lá um post teu (http://www.meteopt.com/forum/seguimento-meteorologico/seguimento-julho-2008-a-2331-65.html) com as temperaturas ás 14horas UTC da região norte
e as temperaturas eram na altura de +39,3ºC em Mirandela e de +36,4ºC em Miranda do Douro!
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,534
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Balanço Climatológico do Verão de 2008​

O Instituto de Meteorologia, I. P. informa:


1 - O Balanço Climatológico do Verão de 2008 (meses de Junho, Julho e Agosto) no Continente evidencia registos de um período caracterizado por ocorrência de tempo quente e seco.

Numa comparação com os valores médios de referência climatológica (3 décadas, de 1971 a 2000) verifica-se que no Verão do corrente ano as temperaturas médias situaram-se ligeiramente abaixo daqueles valores, embora evidenciando uma elevação relativamente aos valores médios registados em igual período do ano passado.

Por seu lado, a precipitação média registada no período ficou bastante abaixo (sensivelmente metade) dos valores médios do período de referência climatológica.

2 - As temperaturas máximas observadas neste Verão no Continente situaram-se 0,1ºC abaixo dos valores médios (27,5ºC e 27,6ºC respectivamente), sendo a principal anomalia relativamente aos valores de referência registada para as temperaturas mínimas em -0,6ºC (14,3ºC vs 14,9ºC).

Comparadas as temperaturas máximas registadas neste Verão com igual período do ano passado, verifica-se em 2008 uma ligeira subida dos valores médios em +0,4ºC (27,5ºC e 27,1ºC).

Numa análise regional ao Verão de 2008 no Continente verifica-se que no Sul foram registados valores das temperaturas máximas acima dos valores do período de referência, enquanto nas regiões Norte e Centro se observaram valores inferiores.

Já no que se refere às temperaturas mínimas o seu comportamento nos meses do Verão de 2008 apresentou valores ligeiramente abaixo dos valores de referência no conjunto do Continente, ainda que com registos semelhantes à média histórica nas três regiões.

3 - Relativamente às quantidades de precipitação registadas no período de Verão, observaram-se valores inferiores aos do período de referência (1971-2000) em todo o território (28,2 mm contra 59,7 mm), sendo que os valores mais elevados de precipitação foram observados no Norte do Continente.

Com valores de precipitação muito baixos, não registando inclusivé nenhum dia em que as quantidades diárias de precipitação atingissem 1mm, a região Sul pode classificar-se neste Verão como extremamente seca, em termos climatológicos, ficando bastante abaixo dos valores médios (0,3 mm contra 7,4 mm) para o período.

Fonte: IM