MONSANTO - Uma severa ameaça à saúde humana

Tópico em 'Ciência Geral, Tecnologia e Energia' iniciado por Gerofil 3 Jun 2013 às 01:05.

  1. Thomar

    Thomar
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    19 Dez 2007
    Mensagens:
    2,174
    Local:
    Cabanas - Palmela (75m)
    Notícia importante:

    "Será o fim da Monsanto???
    Esta é uma vitória estrondosa para todos nós!!!
    A Organização Mundial de Saúde classifica o glifosato como carcinogénico.(...)"


    ver mais aqui: https://www.facebook.com/pequenosprodutoresportugueses/

    e aqui: http://sustainablepulse.com/2016/03...ioner-shocks-pesticide-industry/#.VuBD8fmLTIX

    "EU Glyphosate Rebellion Gathers Strength as Health Commissioner Shocks Pesticide Industry
    Posted on Mar 8 2016 - 2:02am by Sustainable Pulse

    Countries across the European Union have now joined the Great Glyphosate Rebellion that was started late last week by France, Sweden and the Netherlands.

    According to anonymous Sustainable Pulse sources in Brussels, Bulgaria, Denmark, Austria, Belgium and Italy, among others, are set to also vote against the re-approval of the World’s most used herbicide in the EU and Germany are set to abstain.(...)"
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro1993 e CptRena gostaram disto.
  2. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,754
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Duvido muito que seja o fim de Monsanto, saiu hoje nas notícias, que o alvará de autorização do glifosato será renovado por 15 anos.
    Por isso eu sou como são Tomé, preciso ver para crer.
    Não me parece que esta grande multinacional, irá ficar de braços cruzados, apesar de todas os protestos, e de todos os estudos sobre os seus malefícios.


    UE adia voto para renovar autorização do glifosato

    A União Europeia (UE) propôs nesta terça-feira um voto sobre renovação da autorização por 15 anos do glifosato, substância ativa utilizada nos pesticidas, depois que vários países do bloco se uniram aos críticos da substância - segundo fontes diferentes.

    A Comissão Europeia deverá apresentar à votação de uma comissão de peritos que representam os Estados-Membros reunidos na segunda-feira e terça-feira em Bruxelas, a renovação da autorização que expira em junho.

    Mas pela pressão e a ameaça de não obter maioria qualificada, a questão não foi submetida, embora debatida, segundo fontes europeias.

    De acordo com fontes diplomáticas, a maioria necessária para a aprovação não foi alcançada, que se trata de 55% dos Estados, representando 65% da população da UE.
    A Comissão recusou na terça-feira a confirmar o adiamento da votação sobre esta autorização, que tem causado uma onda de protestos de organizações não-governamentais e eurodeputados.

    http://www.swissinfo.ch/por/ue-adia-voto-para-renovar-autorização-do-glifosato/42009124

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena, girassol e Thomar gostaram disto.
  3. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    USDA Forces Whole Foods to Accept Monsanto. What Does That Mean To The Health Industry?

    [​IMG]n the wake of a 12-year battle to keep Monsanto’s Genetically Engineered (GE) crops from contaminating the nation’s 25,000 organic farms and ranches, America’s organic consumers and producers are facing betrayal.
    [​IMG]
    A self-appointed cabal of the Organic Elite, spearheaded by Whole Foods Market, Organic Valley, and Stonyfield Farm, has decided it’s time to surrender to Monsanto. Top executives from these companies have publicly admitted that they no longer oppose the mass commercialization of GE crops, such as Monsanto’s controversial Roundup Ready alfalfa, and are prepared to sit down and cut a deal for “coexistence” with Monsanto and USDA biotech cheerleader Tom Vilsack.
    In a cleverly worded, but profoundly misleading email sent to its customers last week, Whole Foods Market, while proclaiming their support for organics and “seed purity,” gave the green light to USDA bureaucrats to approve the “conditional deregulation” of Monsanto’s genetically engineered, herbicide-resistant alfalfa.
    (...)
    http://www.offgridquest.com/health-nutrition/usda-imposes-whole-foods
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro1993 gostou disto.
  4. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,754
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Herbicida perigoso retirado das ruas

    O vizinho resolveu pulverizar as silvas para abrir um caminho e quando Alice deu conta “já as couves estavam queimadas, com as folhas amarelas”, conta a idosa apontando para a vegetação ao lado da casa onde vive em Alcaria, na Serra de Aire e Candeeiros. “Tive de deitá-las todas para o lixo, nem aos animais me atrevo a dá-las de comer”, conta, lembrando que a filha a tem alertado para os perigos tóxicos dos herbicidas que contêm glifosato, uma substância química usada nos meios rurais para matar ervas daninhas em pomares, olivais e terrenos florestais.

    Nos terrenos argilosos onde Arlindo coloca o herbicida, “a concentração fica à superfície mas pode escorrer para as linhas de água se chover”, explica Luísa Rodrigues, especialista em geomorfologia. Mais preocupante, alerta a investigadora, é o uso de herbicidas no maciço calcário da Serra de Aire, sob a qual se aloja um dos maiores lençóis freáticos nacionais. Tudo lá vai parar, sem que se saiba em que quantidades, pois o glifosato não faz parte da lista oficial de substâncias a analisar.

    Notícia completa em: http://expresso.sapo.pt/sociedade/2016-03-19-Herbicida-perigoso-retirado-das-ruas

    E isto para dizer que já nem o Maciço Calcário da Serra de Aire escapa ao maldito glifosato, uma área de extrema importância, muito rica em reservas de águas subterrâneas, e assim prossegue o seu ciclo, servindo depois essas mesmas águas para regar os campos, e as pequenas hortas.
    E depois como é que todos nós queremos chegar depois dos 50 anos com saúde? Os nossos avós e bissavós chegavam a ultrapassar os 90 e 100 anos de idade, fica a dica para todos nós relectirmos, o porquê de cada menos pessoas atingirem esse patamar de idades.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena gostou disto.
  5. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,754
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Cancro: herbicida «mais vendido em Portugal» ligado à doença
    Alerta parte da organizações da Plataforma Transgénicos Fora depois de um relatório da Organização Mundial de Saúde

    As organizações da Plataforma Transgénicos Fora transmitiram esta quarta-feira a sua preocupação após a declaração da Agência Internacional do Cancro que aponta para a possibilidade de o herbicida «mais vendido em Portugal», o glifosato, causar aquela doença.

    «A Organização Mundial de Saúde, através da sua estrutura especializada - a Agência Internacional para a Investigação sobre o Cancro [IARC] -, declarou o glifosato (junto com outros pesticidas organofosforados) como 'carcinogénio provável para o ser humano'», alerta um comunicado da Plataforma, que reúne 11 entidades não-governamentais das áreas do ambiente e agricultura.

    Esta classificação significa que «existem evidências suficientes de que o glifosato causa cancro em animais de laboratório e que existem também provas diretas para o mesmo efeito em seres humanos, embora mais limitadas», realça a Plataforma.

    As organizações ambientalistas e da agricultura defendem que, não sendo as decisões ou pareceres da IARC vinculativas, cabe aos governos, nomeadamente o português, ou às entidades internacionais, avançar medidas para proteger os cidadãos.


    http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/a...cida-mais-vendido-em-portugal-ligado-a-doenca

    Cá está mais do mesmo, para muita gente nada disto já é novidade, mas continua a existir muito utilizadores que não acreditam nos seus malefícios, tenho aqui um vizinho que pelo menos todos meses "queima" as ervas com glifosato, praticamente todo o ano, de verão nem os cardos escapam, e ainda é cerca de 15 dias ,vi uma senhora a colher umas plantas espsontaneas, provavelmente para comer, ainda estavam pálidas com o produto aplicado á um mes atrás.
    Emfim, existe mentalidades que vão demorar décadas a mudar, e isto depois acaba por ser também hereditário, vai passando de geração em geração, e precisamos de mudar isto por que já começa a ser tarde, para tentar acabar com os seus malefícios para os todos os seres vivos, inclusive, nós humanos.

    Em baixo deixo uma foto, que devia de estar á mesa das pessoas que irão comer os produtos que de lá saem.

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena e Thomar gostaram disto.
  6. Thomar

    Thomar
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    19 Dez 2007
    Mensagens:
    2,174
    Local:
    Cabanas - Palmela (75m)
    Quando é que as pessoas vão acordar para o problema? Talvez só quando derem noticias nos media todos os dias?

    Noticia no semanário económico: http://economico.sapo.pt/noticias/p...bicida-potencialmente-cancerigeno_248468.html


    Portugueses contaminados com herbicida potencialmente cancerígeno

    01:50 Económico
    Investigação revela concentrações de Glifosato vinte vezes superiores aos dos suíços ou dos alemães.
    Há vários portugueses contaminados com glifosato, um herbicida que é potencialmente cancerígeno. A sua presença foi detectada com valores elevados no norte e centro do país, sendo que a concentração média por pessoa é cerca de "vinte vezes superior" às que são encontradas, por exemplo, em cidadãos suíços e alemães, segundo uma investigação da RTP.

    O glifosato é o herbicida mais vendido em Portugal e está a ser inalado e ingerido por muitos portugueses. O herbicida foi inventado nos anos 70, pela multinacional americana Monsanto. Hoje em dia, só em Portugal, há mais de 20 marcas que comercializam glifosato, avança a estação pública.

    O alerta sobre os perigos do herbicida soou a mais de mil de quilómetros de Portugal, em França. A Organização Mundial de Saúde, através da Agência Internacional de Investigação para o Cancro, estudou o glifosato durante um ano. E dezassete investigadores tomaram uma decisão unânime: classificar o glifosato como potencialmente cancerígeno.

    O glifosato pode entrar no corpo humano através da ingestão de água e alimentos ou da inalação.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena gostou disto.
  7. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,574
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Isso tem que ser primariamente resolvido com os agricultores. Não se falou em cursos obrigatórios e pagos (que deram origem a críticas)? Não se resolve de um dia para o outro, infelizmente.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena e Thomar gostaram disto.
  8. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Biosfera (XIII)

    Qual o impacto do glifosato na saúde das populações? | 16 Abr, 2016 | Episódio 31

    O glifosato é o herbicida mais utilizado no mundo e foi recentemente classificado pela Organização Mundial de Saúde como "potencial carcinogénico".
    Os solos agrícolas ou os jardins urbanos recebem frequentemente milhões de litros deste produto no combate a plantas infestantes. Qual o impacto deste herbicida na saúde das populações?
    Biosfera é um magazine semanal que dá relevo às questões ambientais. Produzido pela Farol de Ideias, com a Coordenação Editorial de Arminda Sousa Deusdado e Consultadoria Editorial de Bernardino Guimarães.

    http://www.rtp.pt/play/p1995/e232074/biosfera
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena, Thomar e DaniFR gostaram disto.
  9. DaniFR

    DaniFR
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    21 Ago 2011
    Mensagens:
    1,814
    Local:
    Coimbra (75 m)
    Hoje deu uma reportagem interessante, no programa Linha da Frente, sobre o Glifosato:

    Linha da Frente (XVIII)

    Erva Daninha | 30 Abr, 2016 | Episódio 16

    "Erva Daninha" é o titulo do próximo programa LINHA DA FRENTE , com emissão no dia 30 de abril, logo após o Telejornal.

    "Erva Daninha" é uma reportagem sobre o herbicida mais utilizado em Portugal e no Mundo, na agricultura e na jardinagem e que dá pelo nome de Glifosato.

    O Glifosato é um químico controverso. Alguns estudos internacionais associam-no ao cancro, uma vez que o produto é aplicado na terra para combater as ervas mas os seus compostos passam para o corpo humano através da ingestão de alimentos e da água.

    O tema é de tal forma polémico que a Comissão Europeia vai reavaliar, dentro de um mês, a renovação da licença de utilização do Glifosato.

    A RTP, através da Plataforma Transgénicos Fora, quis saber o que se está a passar com as famílias portuguesas. Há ou não presença de Glifosato na urina?


    Foram enviadas amostras para um laboratório de uma universidade norte americana e os resultados são assustadores.

    "Erva Daninha" é uma reportagem de Marta Jorge, com imagem de Paulo Jorge e edição António Nunes. O "Linha da Frente" está de regresso, um dos espaços mais premiados e mais vistos da televisão portuguesa. Com coordenação da jornalista Mafalda Gameiro, todas as semanas uma realidade diferente.
     
    CptRena, Thomar e Gerofil gostaram disto.
  10. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,574
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Bayer compra Monsanto por 60 mil M€

    http://sicnoticias.sapo.pt/economia/2016-09-14-Bayer-compra-Monsanto-por-60-mil-M

    Os OGM's não têm na Europa a mesma 'aceitação' que nos EUA. Sendo a Bayer uma empresa 'alemã' o lobby fica sempre mais fácil (ainda por cima basta ir a Bruxelas em vez de ir a dúzias de governos individuais). Nada muda a não ser o nome da empresa. Mas em termos de business, muita coisa ficará facilitada.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena gostou disto.
  11. Davidmpb

    Davidmpb
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    7 Jul 2014
    Mensagens:
    3,734
    Local:
    Portalegre( 600m)/ Fundão
    Eliminam ervas matando pessoas: herbicida cancerígeno é aplicado na Argentina


    Especialistas apontam para o uso de glifosato, herbicida sistêmico, associado à soja transgênica, que mata qualquer tipo de planta e que foi criado para matar ervas daninhas principalmente perenes.


    Wikipedia
    [​IMG]
    Resultados são alarmantes onde a soja é cultivada de forma intensiva
    Por Sputnik Brasil

    Os habitantes de Monte Maíz, uma cidade do interior argentino com 8500 habitantes, sofrem cinco vezes mais abortos espontâneos e câncer do que a média da população mundial. Também têm 25% mais de doenças respiratórias. Nessa cidade, 40% das mortes ocorrem por tumores pulmonares.

    Especialistas apontam para o uso de glifosato (um herbicida sistêmico que mata qualquer tipo de planta e que foi criado para matar ervas daninhas principalmente perenes). "Em todos os lugares onde se semeia soja de forma intensiva se fumiga da mesma forma com glifosato, os estudos geram resultados alarmantes. Isso se repete no Uruguai, Paraguai, Brasil e grandes extensões da Argentina. Em toda esta região se aplica o glifosato, um herbicida associado ao cultivo da soja transgênica", disse no programa de rádio GPS Internacional Calor Vicente, um farmacêutico argentino e coordenador de GRAIN, uma organização internacional que trabalha para alcançar sistemas alimentares baseados na biodiversidade.

    Na América do Sul está autorizado o uso de herbicidas com glifosato, os mais utilizados a nível mundial. "Ano a ano vem se comprovando o seu nível de toxicidade. Em 2009, um pesquisador argentino, que foi presidente do CONICET, Andrés Carrasco, descobriu que essa substância em grandes quantidades produz toxicidades em embriões de anfíbios e, portanto, certamente em embriões humanos. [Carrasco] denunciou que existia a possibilidade de que isso gerasse malformações ou abortos. Isto é o que acontece em Monte Maíz e nas restantes povoações pulverizadas", afirmou Vicente no programa.

    Há um ano e meio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou o glifosato, como uma substância "provavelmente cancerígena", disse o farmacêutico e assegurou que "isso apoia as evidências de câncer em Monte Maíz, onde há quase um triplo de casos sobre a média nacional argentina". A Faculdade de Medicina da Universidade Nacional de Rosário, onde para receber os médicos devem realizar uma avaliação de saúde em cidades de menos de 10 mil habitantes, "obtém permanentemente resultados de aumento de casos de câncer em áreas expostas a pulverização. Em geral, os governos viram as costas a essas evidências. Mas os médicos e os investigadores continuam realizando denúncias. O caso mais recente é o do rio Paraná, onde foram encontradas grandes quantidades de glifosato", disse Vicente.

    No interior da zona urbana de Monte Maíz foram detectados 22 galpões e hangares com máquinas de pulverizar e altas concentrações de pesticidas. "Esse é o problema mais grave. Os mosquitos [as máquinas de fumigar] circulam pelas ruas da cidade e expõem os vizinhos a esses tóxicos. Exclusão das cidades seria o primeiro passo. Mas é necessário rever a questão da toxicidade destes agrotóxicos e começar a limitar e proibir o seu uso", acrescentou.

    Em 30 de junho, a União Europeia deveria renovar a permissão para a utilização de glifosato. Mas houve mobilizações. "Se reuniram mais de 200 mil assinaturas para que isso não acontecesse. Por falta de consenso, a UE determinou que se renovasse por 18 meses e ordenou estudos em profundidade sobre a toxicidade, seus efeitos cancerígenos e embriológicos. É um exemplo concreto de um lugar onde se avançou na causa", acrescentou o ativista.
    http://www.ecoagencia.com.br/?open=noticias&id=VZlSXRlVONlYHZERjZkVaNGbKVVVB1TP
     
    Pedro1993, CptRena e rokleon gostaram disto.
  12. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,574
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Broken Promises of Genetically Modified Crops

    http://www.nytimes.com/interactive/2016/10/30/business/gmo-crops-pesticides.html

    Doubts About the Promised Bounty of Genetically Modified Crops

    http://www.nytimes.com/2016/10/30/b...lls-short.html?smid=tw-nytimes&smtyp=cur&_r=0

    Fará diferença? Não. A comida Frankenstein está para ficar (até porque a revolução genética está na infância) e a assinatura dos acordos comerciais facilitará a sua implementação. Algum dia vai-se voltar ao agente laranja para controlar as pestes. Já esteve mais longe.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,754
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Mais uma excelente reportagem sobre o glifosato que foi transmitido este fim-de-semana na RTP3.

    "Obrigatório ver ou rever o documentário transmitido pela RTP3 "Campos envenenados, glifosato, um risco subestimado?" poucos dias depois de na Madeira ter sido chumbada a proposta de proibição de utilização deste composto químico que está a destruir os nossos solos, a nossa saúde e a comprometer o futuro dos nossos filhos, com a argumentação de que, por exemplo, a retirada de comercialização do glifosato "colocaria em grande risco a normal produtividade da agricultura local e, consequentemente o nível de rendimento obtido pelos produtores"

    Fonte: https://www.facebook.com/organicamadeira/?hc_ref=NEWSFEED&fref=nf

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    António josé Sales gostou disto.
  14. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,754
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Aqui fica umas fotos de uma acção que é de louvar para uma autarquia ribatejana, investir em equipamento especializado, em vez da utilização de glifosato.

    Município de Tomar adquire veículo eléctrico para deservagem sem químicos

    O Município de Tomar acaba de adquirir um novo veículo eléctrico destinado à deservagem de ruas e praças da cidade sem a utilização de produtos químicos e fitossanitários. Com este novo equipamento, que será utilizado pelos SMAS que têm a seu cargo esta área, a autarquia investe duplamente na proteção ambiental e da saúde dos munícipes.

    Trata-se de um equipamento que utiliza água quente, a 180 graus, temperatura à qual é possível matar as ervas pela raiz impedindo que voltem a crescer. O veículo tem um depósito de água e uma caldeira a que está acoplada uma mangueira que termina num sistema com rodados que aplica a água nas zonas de intervenção.

    O Município dá assim mais um passo significativo para resolver da forma mais adequada um problema especialmente complexo e sensível






     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    António josé Sales gostou disto.
  15. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    18,574
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página