Seg. Previsão do Tempo e Modelos - Julho 2011

Tópico em 'Seguimento Meteorológico' iniciado por MeteoAlentejo 28 Jun 2011 às 18:05.

  1. MeteoAlentejo

    MeteoAlentejo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    20 Jan 2011
    Mensagens:
    2,305
    Local:
    Serpa
  2. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Suponho que a leste da longitude 8ºW ( para leste de beja-evora) essa entrada maritima não seja assim tão notória, já que as maximas costumam ocorrer entre as 4 e as 6 da tarde...não é?

    Bom, no que toca ás previsões..estamos a entrar num padrão muito mais parecido com o meu padrão sazonal ( pode ser que não falhe a 100% a dita cuja...lol :lol:), e portato espera-nos um periodo de 8 a 10 dias, pelo menos, de tempo quente com ventos fracos de NE, rodando no litoral para NW fraco a moderado pela tarde.
    Não há indicios de nenhum evento mais extremo de calor...embora o padrão possa deixar alguma surpresa para meados de Agosto..
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. MeteoAlentejo

    MeteoAlentejo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    20 Jan 2011
    Mensagens:
    2,305
    Local:
    Serpa
    sim a máxima em Serpa costuma registar-se entre as 16h30 e as 17h
     
  4. beachboy30

    beachboy30
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    29 Mai 2008
    Mensagens:
    405
    Local:
    Aroeira
    Ui ui... Esta run das 12h do ECMWF "arruina" por completo o Verão na primeira semana de Agosto... Com uma depressão bem em cima de nós nessa semana, mas mais a partir de 3ª, 4ª feira... Ainda falta muito tempo, mas já o GFS parece querer ir atrás... Será que afinal era o ECMWF que tinha razão?...

    Antes disso, e no caminho dessa depressão para E/NE, vai ser induzido no nosso país uma corrente de SE bem quente do norte de África... Vamos ver o que vai dar este cozinhado, mas neste momento acho que qualquer coisa pode acontecer :).
     
  5. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    5,152
    Local:
    Oeiras / VN Poiares
    Sem dúvida, mas influencia sempre alguma coisa. Nestes dias chegas ao meio dia com 37ºC, pensas que vais para os 40, e acabas com uma máxima de 37,5ºC. Quando está levante puro, a diferença das 12h para as 16 ou 17 é bem mais vincada.

    Quanto aos próximos dias, mantenho o que aqui escrevi há quase uma semana, temperaturas altas, mas sem extremos, de segundo a sexta (com especial incidência entre terça e quinta), manutenção da nortada no litoral, mas mais fraca, e depois descida da temperatura, devido à entrada de ar marítimo, ou de norte ou de sul, dependendo do trajecto da depressão que vai ficar aprisionada entre as dorsais atlântica e africana.

    A última saída do GFS prevê uma rápida absorção dessa depressão na circulação global, afectando o continente português durante o próximo fds, e restabelecendo a nortada sinóptica a 1 de Agosto, seguindo esse padrão pelo mês adentro. Seria uma repetição do final de Junho, início de Julho.

    [​IMG]

    [​IMG]

    O diagrama de ensembles do GFS para o Alentejo, mostra a tendência bastante clara de descida das temperaturas entre dia 30 e dia 1 e manutenção destas em valores normais pelo mês adentro:

    [​IMG]

    O ECMWF fortalece um pouco mais a dorsal africana, mantendo a depressão mais tempo a afectar-nos, ocorrendo a descida de temperatura só a meio da primeira semana de Agosto, com muita convectividade à mistura.

    [​IMG]

    Não é um cenário muito credível, a previsão emsemblística do ECMWF não corrobora a saída operacional, parecendo-se mais à última saída do GFS:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Apesar de muitas ameaças de desaparecimento, o bloqueio russo parece que não se vai desvanecer. Há dois ou três dias parecia óbvio que tal ia acontecer, hoje já é muito duvidoso. Este bloqueio é decisivo para a dificuldade do verão se instalar por cá, porque bloqueia as depressões sobre o UK, impedindo o AA de se estender pela Europa e trazer ar continental, mais quente.

    A dorsal atlântica também parece que se vai manter a oeste dos Açores. Parece que o padrão global de Julho voltará, após uma semana de folga.
     
  6. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,299
    Local:
    Sintra/Carcavelos/Óbidos
    Boa análise David.
    A ver vamos.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. beachboy30

    beachboy30
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    29 Mai 2008
    Mensagens:
    405
    Local:
    Aroeira
    Exacto, a ver vamos, mas não acredito que tenhamos 2 meses iguais, seria muita nortada junta... :confused: Acredito num mês de Agosto menos ventoso e um mais quente que Julho (embora quiçá sem extremos).
     
  8. MeteoAlentejo

    MeteoAlentejo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    20 Jan 2011
    Mensagens:
    2,305
    Local:
    Serpa
  9. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    David, a tua abordagem utilizando a média dos ensembles e cruzando com a saida operacional tem um erro inerente.

    Ao utilizares as medias estás-te a sujeitar a perturbações outliars, e a media perde imensa validade no longo prazo.

    Na minha opinião, no longo prazo, cruzar o cenário modal com o cenário mediano e utilizar ambos na analise é estatisticamente mais significativo que apenas cruzar a média com a operaciona...como já sabes a media é muito sujeita a erros e muito difusa no longo prazo.

    Alias, se analizares a média de cenários para T a tender para infinito, no fim tens uma carta que te vai tender para a media climatologica pois é essa a base do modelo...os modelos cruzam a informação actual com a base climatologica e para T infinito a informação actual é embebida na media climatologica.

    Por isso sugeria que não usasses a media para T>150h...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    10,559
    Local:
    Olhão (24 m)
    Olhando à previsão do IM a 10 dias não acredito que no próximo domingo Faro atinja 37ºC, e essa previsão é meramente indicativa nada mais, não sei, qual é o modelo que utilizam para fazer essa previsão. E quando comparo Faro com Olhão, aí é que a previsão não bate nada certo.

    Já o Foreca indica para domingo 31ºC de máxima, essa sim com mais fiabilidade do que os 37ºC previstos do IM.

    Durante, esta semana, vai ser uma semana mais quente, com mínimas a rondarem os 20ºC, ou seja, o Algarve vai voltar a ter noites tropicais e 4ªfeira será o dia mais quente com 35ºC previstos para a máxima.

    Só um facto curioso este mês de Julho, aqui onde eu moro, o dia mais quente da semana costuma ser a 4ªfeira e esta semana tudo indica que será na 4ªfeira o dia mais quente, mas nisto nunca se sabe.
    :lol:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    5,152
    Local:
    Oeiras / VN Poiares
    Mas se tens a run operacional a meter-te no dia 2 a iso 26 em Lisboa, e a média não chega aos 18, isso significa que o outlier é a própria saída operacional. Eu também prefiro a moda que a média, mas o ECMWF não disponibiliza a moda. Mas percebes que se a moda fosse a iso 26, teria que haver outliers com isos negativas.
     
  12. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    O ECMWF que o IM usa ( suponho que use a média de ensembles ou outro parametro estatistico referente ao modelo) está a lidar com a Cut-off ( ULL ) e com o bloqueio russo de modo diferente do GFS.

    Eu gosto de usar o NAEFS ( GFS+CMC) no longo prazo pois o ECMWF costuma sempre inventar cenários surreais para lá das 144-168h...mas o ECMWF desta vez tem mantido a ideia dele agora no médio prazo, embora tenha um cenário muito confuso no longo, e por isso tenho dado algum valor ao ecm.

    A analise do NAEFS, nomeadamente o spread e o cenário modal, demonstaram a grande dificuldade de modelação da ULL para o fim de semana e do bloqueio russo, mas é muito certo que o bloqueio russo acabe por ser erodido, primeiro na zona norte e depois mais a sul, e a zona de geopotencial elevado tende a deslocar-se para Marrocos no logo prazo.

    Temos de dar mais uns dias para ver como as coisas vão andando..nomeadamente a ULL que influirá muito no tempo do fim de semana e o bloqueio que será detreminante para o padrão no logo termo.

    Para já é muito dificil defenir algo...mas a minha crença é que a ULL vai acabar por se deslocar para os Açores, interagindo com o jet polar e acabando absorvida a norte da PI.
    O bloqueio ruddo deverá ser erodido até dia 5-10 de Agosto, podendo haver um episodio de calor a meados do mês.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. MeteoAlentejo

    MeteoAlentejo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    20 Jan 2011
    Mensagens:
    2,305
    Local:
    Serpa
    stormy explique-me , por favor, a influência que o bloqueio russo tem na subida/descida de temperaturas!
     
  14. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Se o bloqueio desaparecer, o fluxo zonal na Europa será establecido e dado o actual estado das teleconexões, tudo apontaria para que a dorsal africana e atlantica invadissem o SW Europeu, enquanto no centro e leste se estableceriam os cavados...

    Portanto, o AA forçaria o fluxo de NE/E com a propagação de ar quente africano sobre a peninsula .
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. MeteoAlentejo

    MeteoAlentejo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    20 Jan 2011
    Mensagens:
    2,305
    Local:
    Serpa

Partilhar esta Página