Seguimento Açores e Madeira - Fevereiro 2013

Tópico em 'Seguimento Meteorológico' iniciado por Gilmet 1 Fev 2013 às 00:00.

  1. mcpa

    mcpa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    6 Ago 2009
    Mensagens:
    141
    Local:
    Ponta Delgada, S. Miguel, Açores
    Opá... eu ainda estava esperançada de ver/ouvir trovoada hoje... mas pelos vistos vai ficar para outra vez!!! Já tivemos uma boa dose de mau tempo hoje... Os terrenos estão completamente saturados de agua, em quase todas as pastagens apareceram autênticos lagos, sinal que o solo já não consegue absorver mais água... Como estão as previsões em relação a este próximo fim de semana?
     
  2. Azor

    Azor
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    8 Out 2011
    Mensagens:
    1,477
    Local:
    Ilha de São Miguel - Açores (Eiras Velhas)
    As previsões não sao nada animadoras.
    Há pouco a meteorologia deu previsão novamente para o fim de semana de chuva pontualmente intensa e vento forte também. Da maneira que as terras estão, não sei até que ponto vamos ter de novo más notícias. Esperemos que não.

    Já vou com 10 º C.. Arrefeceu e bem :cold:

    Para quem não viu a reportagem do Telejornal de hoje da RTP Açores, há logo no início um pequeno capítulo dedicado à intemperie que fustigou hoje a ilha de S. Miguel. De arrepiar o que as águas fizeram nesta ilha.

    http://www.rtp.pt/programa/tv/p1505/c109407
     
  3. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    AÇORES (S.Miguel): Chuvas torrenciais de 28 de Fevereiro

    Mau tempo: 50 bombeiros acorreram a 19 ocorrências em S. Miguel – Os Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada acorreram com cerca de 50 operacionais e 10 viaturas às 19 ocorrências provocadas pela chuva forte registada esta quinta-feira de manhã na ilha de São Miguel, nos Açores. Entre cheias, derrocadas que bloquearam estradas e inundações em residências que fizeram desalojados, registaram-se «várias situações em todos os concelhos de São Miguel», segundo o Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores.
    De acordo com os Bombeiros de Ponta Delgada, «as zonas de maior incidência de estradas interrompidas foram: Bretanha, Capelas, São Roque, Lagoa, Ginetes e Várzea e a zona das Arribanas de Arrifes». A Protecção Civil indicou já que «todas as situações de desalojados estão já a ser resolvidas pelos organismos competentes». O comandante dos Bombeiros da Ribeira Grande, José Luís Pascoal, disse à Lusa que «neste momento, as coisas já estão praticamente resolvidas e saneadas, porque o tempo também já está a melhorar». De manhã, indicou, «houve várias inundações em moradias, algumas pequenas derrocadas e algum arrastamento de lama e pedras para algumas estradas, e uma das situações mais complicadas foi na Ribeira Seca, no centro da cidade da Ribeira Grande, que tem uma ribeira que transbordou inundando algumas casas e arrastando uma viatura na corrente».
    O responsável disse ainda à Lusa que, após algumas situações de circulação interrompida nas estradas, «já está tudo a retomar a normalidade». «As estradas já estão a ficar desobstruídas com a limpeza e não há situações mais graves a salientar», concluiu.
    Em nota divulgada esta tarde, o Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores informou que todas as ocorrências se encontram encerradas, estando-se a proceder a operações de limpeza e consolidação. No terreno, continuam efectivos de vários corpos de Bombeiros, da Polícia de Segurança Pública, dos Serviços Municipais de Protecção Civil, da Secretaria Regional do Turismo e Transportes e do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores. O serviço acrescenta que continua a acompanhar a situação, recomendando atenção na circulação rodoviária, em virtude do decurso dos trabalhos de limpeza e consolidação.
    Inundações nos Açores desalojaram quatro famílias – O mau tempo registado esta quinta-feira em S.Miguel deixou quatro famílias desalojadas e provocou cerca de duas dezenas de inundações em habitações nos concelhos de Ponta Delgada, Lagoa, Ribeira Grande e Vila Franca do Campo, informou o governo açoriano. As inundações obrigaram ao realojamento de quatro famílias, três das quais em casas de familiares e uma através de arrendamento provisório assegurado pelo Governo dos Açores, indica uma nota do executivo.
    Uma das zonas mais afectadas foi a freguesia da Ribeira Seca, no concelho da Ribeira Grande, onde se registou a inundação de cerca de 15 habitações. Segundo a nota do Governo Regional dos Açores, distribuída ao final da tarde, no terreno, a acompanhar a situação, encontram-se mais de duas dezenas de técnicos da direcção regional de Habitação e do Instituto para o Desenvolvimento Social dos Açores e da Secretaria Regional da Solidariedade Social.
    A Direcção Regional do Ambiente registou várias ocorrências em toda a ilha de São Miguel, onde a situação mais grave ocorreu na Ribeira do Vilão, na freguesia da Ribeira Seca, local onde será construída, de imediato, uma bacia de retenção. Esta direcção regional tem no terreno mais de uma centena de operacionais, dos quais 82 da administração hidrográfica e 38 do serviço de Ambiente de ilha. Por seu lado, a Direcção Regional das Obras Públicas, Tecnologia e Comunicações tem mobilizado cerca de 200 homens, apoiados por 11 máquinas e 14 camiões, para resolver as situações mais graves.
    A Direcção Regional dos Recursos Florestais registou ainda pequenos deslizamentos em caminhos rurais e florestais de São Miguel, onde também caíram algumas árvores. Segundo a mesma fonte, o deslizamento de maiores dimensões ocorreu no Caminho Rural da Grota dos Cães, em Água de Pau, concelho da Lagoa, tendo arrastado terra para a freguesia. Os meios do Serviço Florestal de Ponta Delgada estão a proceder à respectiva limpeza.
    Mau tempo: estradas já estão transitáveis em S.Miguel – As estradas regionais de São Miguel, nos Açores, já estão transitáveis, depois da chuva forte que caiu quinta-feira e provocou derrocadas e inundações em dezenas de habitações de Ponta Delgada, Vila Franca do Campo, Lagoa e Ribeira Grande. Os trabalhos de limpeza das estradas foram concluídos esta manhã, segundo o director regional das Obras Públicas, Tecnologia e Comunicações, Bruno Pacheco.
    O director regional disse à Agência Lusa que «todas as estradas regionais estão operacionais», excepto a «estrada regional do Ramal das Caldeiras da Ribeira Grande, que foi a mais fustigada por ter um pavimento de calçada antigo, e onde decorrem ainda trabalhos, que deverão estar concluídos entre segunda e terça-feira». Durante os próximos dias, serão fiscalizadas as pontes e os viadutos das estradas regionais. Desde quinta-feira, a direcção regional já mobilizou para as zonas mais afectadas pelas enxurradas 200 homens, 11 máquinas e 14 camiões. As inundações obrigaram ao realojamento de quatro famílias. Para uma das famílias, o Governo dos Açores assegurou alojamento provisório. As outras três estão em casa de familiares.
    A Direcção Regional do Ambiente também detectou várias ocorrências. A situação mais grave é a da Ribeira do Vilão, na freguesia da Ribeira Seca, onde será construída uma bacia de retenção.

    Fonte: TVI24
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página