Seguimento Meteorológico Livre - 2021

Albifriorento

Nimbostratus
Registo
4 Dez 2010
Mensagens
1,337
Local
Castelo Branco
Eu acho que o ipma tem dificuldades em prever temperaturas em situações de inversão térmica, pois é necessário ter em conta a orografia do terreno.

Por exemplo Martim Branco, a 15km de distância está a uma altitude inferior, e tem atingido temperaturas inferiores com 3 ou 4 graus de diferença. Martim Branco está numa depressão em vale, enquanto que C. Branco está num planalto. Depois também há o efeito de ilha urbana, sendo que se a direção do vento atravessa a cidade em direção à estação meteorológica, em princípio deve afetar algo.

Para que a temperatura desça bem na estação do ipma, não deve haver vento, e se houver, que seja de norte, nordeste ou de leste.

(Desculpem o off-topic) ☺️
A estação do IPMA está num descampado nos Buenos Aires, o efeito de ilha seria obtido no interior da cidade onde há retenção e exalação de calor. Nas últimas semanas o IPMA tem sistematicamente falhado as previsões em cerca de 2ºC.

Em relação aos modelos de longo prazo, é só olhar a roleta russa que têm sido os modelos nas últimas 2 semanas, ora põem ora tiram, a todas as saídas há uma reviravolta. Se chamam a isto uma ciência exacta, eu cá chamo-lhe antes uma ciência especulativa, e é especulativa ao ponto dos vários modelos terem saídas paralelas, volto a dizer, a meteorologia não é uma ciência exacta.
 


4ESTAÇÕES

Cumulonimbus
Registo
30 Dez 2010
Mensagens
3,142
Local
Lisboa (20/30m)
O que está a ir para o interior Norte é a humidade trazida pela depressão Filomena para o interior de Espanha que depois é "apanhada" pela depressão que vem de Norte.
Neste momento nenhum modelo vê um cavamento tão acentuado como aconteceu em 2006. O facto de virmos de uma série de dias gelados inibirá a convecção, que naquele dia de 2006 ajudou bastante (lembro que trovejou nessa manhã em Lisboa).
A sinóptica global é igual. Agora falta ajustar os detalhes. Pequenos quilómetros de diferença, irrelevantes num modelo global, podem fazer grandes diferenças.

Se bem me lembro, em Leiria no dia 28 choveu copiosamente durante a tarde com granizo, e houve uma tempestade elétrica com muito vento á noite, depois na manhã seguinte a chuva que caia passou a neve.
 

jotackosta

Nimbostratus
Registo
23 Jan 2013
Mensagens
748
Local
Pedrosas, Sátão (584m) / Gstaad, Suíça (1050m)
A estação do IPMA está num descampado nos Buenos Aires, o efeito de ilha seria obtido no interior da cidade onde há retenção e exalação de calor. Nas últimas semanas o IPMA tem sistematicamente falhado as previsões em cerca de 2ºC.

Em relação aos modelos de longo prazo, é só olhar a roleta russa que têm sido os modelos nas últimas 2 semanas, ora põem ora tiram, a todas as saídas há uma reviravolta. Se chamam a isto uma ciência exacta, eu cá chamo-lhe antes uma ciência especulativa, e é especulativa ao ponto dos vários modelos terem saídas paralelas, volto a dizer, a meteorologia não é uma ciência exacta.

Sabe-se, de antemão, que há incertezas, isso não é exacto. Todavia, todos os passos utilizados são claramente quantitativos. Na meteorologia até as incertezas são quantificadas pelo que se pode rotular sim de uma ciência exacta.
 

hurricane

Nimbostratus
Registo
11 Nov 2007
Mensagens
1,944
Local
Bruxelas, Bélgica
O que está a ir para o interior Norte é a humidade trazida pela depressão Filomena para o interior de Espanha que depois é "apanhada" pela depressão que vem de Norte.
Neste momento nenhum modelo vê um cavamento tão acentuado como aconteceu em 2006. O facto de virmos de uma série de dias gelados inibirá a convecção, que naquele dia de 2006 ajudou bastante (lembro que trovejou nessa manhã em Lisboa).
A sinóptica global é igual. Agora falta ajustar os detalhes. Pequenos quilómetros de diferença, irrelevantes num modelo global, podem fazer grandes diferenças.

Lembro-me bem desse dia histórico na minha terra. E foi a partir daí que descobri o forum :) E também me recordo que trovejou antes de comecar a nevar.

A conveccao normalmente é boa para neve. Lembro-me que estavam 4C as 9 da manha e depois foi descendo ate aos 0 a medida que veio a trovoada e a neve. É esse o problema de Bruxelas agora: conveccao nem ve-la, chuva miudinha, humidade a 100%, e pronto nada de neve! Mesmo com a temperatura bem fria em altitude!
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
20,291
Local
Açores
Em relação aos modelos de longo prazo, é só olhar a roleta russa que têm sido os modelos nas últimas 2 semanas, ora põem ora tiram, a todas as saídas há uma reviravolta. Se chamam a isto uma ciência exacta, eu cá chamo-lhe antes uma ciência especulativa, e é especulativa ao ponto dos vários modelos terem saídas paralelas, volto a dizer, a meteorologia não é uma ciência exacta.

Em jeito de resumo...

Na maior parte do mundo não há cobertura decente de estações meteorológicas (daí que no hemisfério sul os modelos tenham um desempenho inferior). Algo como 85% dos dados inseridos nos modelos vêm dos satélites com órbita polar (se não me engano a EUMETSAT lida com ~8; a NOAA com uns 6). Para além de não ser possível saber a posição de todas as partículas da atmosfera a uma dada altura, os modelos sofrem de enviesamentos causados por quem os programou e insuficiente compreensão da interação entre todas as partículas.

Face a esse problema, surgiu isto:

ensemble_forecasting_schematic.png


O atual conhecimento da meteorologia não é de todo perfeito (especialmente para eventos/efeitos locais). Mas já foi bem pior :D

10986286-3x2-xlarge.jpg
 
Última edição:

TxMxR

Cumulus
Registo
22 Jun 2018
Mensagens
139
Local
Viseu
Em jeito de resumo...

Na maior parte do mundo não há cobertura decente de estações meteorológicas (daí que no hemisfério sul os modelos tenham um desempenho inferior). Algo como 85% dos dados inseridos nos modelos vêm dos satélites com órbita polar (se não me engano a EUMETSAT lida com ~8; a NOAA com uns 6). Para além de não ser possível saber a posição de todas as partículas da atmosfera a uma dada altura, os modelos sofrem de enviesamentos causados por quem os programou e insuficiente compreensão da interação entre todas as partículas.

Face a esse problema, surgiu isto:

ensemble_forecasting_schematic.png


O atual conhecimento da meteorologia não é de todo perfeito (especialmente para eventos/efeitos locais). Mas já foi bem pior :D

10986286-3x2-xlarge.jpg


Estas discussões não se enquadravam melhor no Seguimento Livre?
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
16,934
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Nas cartas meteorológicas aparece sobre Lisboa uma segunda depressão.

Correcto.

dmmWhJn.gif


lrdP8zD.gif


No entanto esta depressão é, em termos de previsão, uma fraca repetição, de hoje a 96 horas, da previsão de ontem a 120 horas:
y2vCccv.gif

Esta previsão de ontem para as 12h de dia 9 vinha na sequência da sinóptica a 96 horas prevista para sexta-feira às 12h:
ptz7upN.gif


Mas a situação para dia 8, entretanto de previsão actualizada hoje, ficou assim:
RbTWrCI.gif