Tornado em Carvoeiro, Lagoa e Silves – 16 de Novembro de 2012

Tópico em 'Eventos Meteorológicos' iniciado por ecobcg 16 Nov 2012 às 13:36.

  1. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Que pena..:(
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Nos EUA os tipos inventam toneladas de engenhocas (até misseis) para meterem sensores no meio de um Tornado. Cá já é a 2ª ou 3ª vez que um Tornado passa em cima de uma estação, o que é uma sorte dos diabos. Já uma vez em Sesimbra aqui há poucos anos passou um Tornado mesmo por cima duma estação, e na altura também não conseguimos obter os dados da mesma. Dá Deus nozes a quem não tem dentes,ou neste caso, tem dentes mas não os podemos ver :D
     
  3. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,727
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Tornado Paderne 16.11.2012



    Horácio Costa

    Vídeo composto por duas partes a 1ª mostra a quase formação de um tornado com nuvens em rotação por baixo de uma supercelula, na 2ª mostra árvores derrubadas ao longo de 2km, felizmente com poucos danos materiais e sem vítimas a lamentar. Nas árvores é visível o sentido errático dos ventos que sopraram de diferentes direções. Ziguezagueou entre sudeste e sudoeste entre vales e montes na estrada para a Tenoca e na zona do Moinho Novo. Este fenómeno atmosférico correu sensivelmente á mesma hora que o Tornado de Lagoa/Silves.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #183 Gerofil, 21 Nov 2012 às 01:41
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  4. ecobcg

    ecobcg
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Abr 2008
    Mensagens:
    4,780
    Local:
    Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
    Avaliação da Intensidade do tornado Lagoa-Silves - versão preliminar

    Com base nas fotos que efectuei no levantamento dos estragos provocados pelo tornado, vou tentar efectuar uma primeira análise da intensidade do mesmo.

    Assim, usei como referência a Escala Fujita Melhorada e os respectivos Indicadores de Danos. Para uma melhor compreensão e aplicação dos Indicadores de Danos referidos, baseei-me no documento A Recommendation for an ENHANCED FUJITA SCALE (EF-Scale).

    Resumidamente, para ajudar na classificação da intensidade de um tornado, podem-se utilizar vários indicadores de danos, que mais não são que a verificação do nível de danos existentes nas mais variadas estruturas (postes de iluminação, habitações, árvores, edifícios, etc...) e, de acordo com o tipo de dano verificado, é atribuído um Nível de Dano, ao qual corresponde um intervalo de velocidade do vento que poderia causar aquele tipo de dano (na forma [Limite inferior; valor expectável; Limite Superior]).

    Passo então a descrever a análise efectuada.

    Indicador de Dano 24 - Linhas de transporte de electricidade

    Aplicado a construções do tipo:
    - Postes de madeira
    - Postes metálicos ou de betão
    - Torres metálicas alta tensão (trussed towers)

    [​IMG]

    Com base na foto, verifica-se que este indicador terá um nível máximo de dano 6 (torres metálicas colapsadas), que equivale ao intervalo [186km/h; 226km/h; 265km/h]

    [​IMG]

    Com base nesta foto, verifica-se que este indicador também terá um nível de dano 4 (Postes de madeira partidos), que equivale ao intervalo [157km/h; 189km/h; 228km/h]


    Indicador de Dano 26 - Postes de iluminação e iluminárias

    [​IMG]

    Com base na foto, verifica-se para este indicador, um nível de dano 2 (postes dobrados), que equivale ao intervalo [137km/h; 164km/h; 193km/h]

    [​IMG]

    Com base na foto, verifica-se para este indicador, um possível nível de dano 3 (poste colapsado), que equivale ao intervalo [159km/h; 190km/h; 222km/h]


    Indicador de Dano 27 - Árvores: as chamadas “hardwood”, onde se insere o eucalipto

    [​IMG]
    Grande parte do tronco descascado.

    [​IMG]

    Com base nas fotos, verifica-se para este indicador, um nível de dano 5 (troncos descascados e a maior parte dos ramos arrancados), que equivale ao intervalo [198km/h; 230km/h; 269km/h]

    [​IMG]

    Árvore tombada pela raíz. Verifica-se para este indicador, um nível de dano 3, que equivale ao intervalo [122km/h; 146km/h; 190km/h]


    Indicador de Dano 28 - Árvores: as chamadas “softwood” (pinheiro, cipreste…)

    [​IMG]

    [​IMG]

    Troncos partidos. Verifica-se para este indicador, um nível de dano 4, que equivale ao intervalo [141km/h; 167km/h; 205km/h]

    [​IMG]

    Árvore desenraizada. Verifica-se para este indicador, um nível de dano 3, que equivale ao intervalo [117km/h; 140km/h; 181km/h]


    Indicador de Dano 17 - Edifícios até 4 pisos

    [​IMG]

    Janelas partidas e calhas arrancadas. Nível de dano 4, que equivale ao intervalo [133km/h; 163km/h; 196km/h]


    Indicador de Dano 20 - Edifício Institucional

    [​IMG]

    Perda de material de cobertura (membranas metálicas e material de isolamento). Nível de dano 5, que equivale ao intervalo [152km/h; 183km/h; 218km/h]


    Indicador de Dano 3 - Casas Pré-fabricadas

    Poderá aplicar-se aqui esta foto:
    [​IMG]

    A unidade rolou, ficou de lado, mas permanece intacta. Nível de dano 5, que equivale ao intervalo [135km/h; 157km/h; 183km/h]


    Assim, podem-se resumir os níveis de danos atribuídos a cada Indicador na seguinte tabela:
    [​IMG]

    E uma análise Gráfica, permite-nos uma melhor visualização dos níveis de danos atribuídos e a escala Fujita melhorada:

    [​IMG]

    Pela análise do gráfico anterior, verifica-se:
    - se considerarmos apenas os limites inferiores dos intervalos, então os danos incluem-se principalmente na classificação de EF0 a EF1, existindo 2 indicadores incluídos na classificação EF2;

    - Se considerarmos os valores expectáveis nos intervalos, então os danos são maioritariamente de EF1, existindo 3 indicadores na classificação de EF2 e 2 indicadores na EF3;

    - Se considerarmos os limites superiores dos intervalos, teremos a maioria dos indicadores classificados com EF2 e 4 indicadores como EF3.

    Numa primeira conclusão, julgo que será aceitável considerarmos os valores expectáveis dos intervalos, verificando-se, dessa forma, que este tornado terá tido uma intensidade máxima de EF3 pontualmente no seu percurso, mas na maioria do tempo, terá alternado entre EF1 (a maior percentagem) e EF2.

    Esta é a minha conclusão, mas agradeço comentários e sugestões sobre a classificação que efectuei aos vários indicadores. Fiquem à vontade para proporem mais indicadores e classificações dos danos. Poderia ter usado mais fotos, mas estes indicadores de danos estão muito adaptados à realidade americana (como é óbvio), tornando-se difícil aplicar os mesmos a algumas situações de danos verificados.
     
  5. missmendes

    missmendes
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    19 Nov 2012
    Mensagens:
    1
    Local:
    silves
    Para os interessados, acabei de fazer um upload para o youtube visto que ainda nao me e permitido colocar anexos aqui. a qualidade nao é a melhor verdade seja dita, visto que no momento em que aconteceu eu so tinha o tablet comigo. isto deu-se 1 a 2 minutos antes de tudo ter acontecido, uma pequena distancia das piscinas de silves, e possivel observar ventos rotativos sobre a fissul, na zona do horizonte.
    video:
    google maps: https://maps.google.com/maps/ms?msi...&ll=37.184835,-8.445354&spn=0.017916,0.042272
     
    #185 missmendes, 21 Nov 2012 às 11:43
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 04:01
  6. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    913
    Local:
    Sesimbra/Amadora
    Muito boa análise, obrigado pelo trabalho que efectuaste! :thumbsup:

    Deixo só uma sugestão para tentares incluir aí nos indicadores, se for possível: Os danos em automóveis, deve ser possível determinar as velocidades do vento necessárias para arrastar, ou mesmo levantar viaturas.

    Recordo que há uma foto de uma carrinha junto à parede de um prédio por cima de 2 carros...
     
  7. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    9,766
    Local:
    Olhão (24 m)
    ecobcg, a tua análise é perfeita. :thumbsup:

    Segundo o Correio da Manhã diz hoje:

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Boa análise com que concordo ecobcg. O Thilo Kühne da ESSL também classifica provisoriamente de F3.

     
  9. PedroNTSantos

    PedroNTSantos
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    27 Dez 2008
    Mensagens:
    410
    Local:
    Covilhã [562m]/Algoz (Silves)[49m]
    Gerolfil, é apenas para te perguntar se tens a certeza da hora deste evento. Pergunto isto porque, por volta das 16:45min, fotografei o seguinte precisamente na direção de Ferreiras/Paderne:

    [​IMG]

    ADENDA: Excelente trabalho Ecobcg!!!!
     
  10. ecobcg

    ecobcg
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Abr 2008
    Mensagens:
    4,780
    Local:
    Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
    Tens razão, eu ainda procurei um indicador que me pudesse dar um intervalo de ventos para esse caso das viaturas que foram levantadas, mas não existe nenhum indicador para isso. No entanto, de acordo com o último post do Vince, essa situação já indica ventos na categoria EF3... portanto será mais um pontinho no EF3...
     
  11. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Parece mais um downburst, pois pela disposição +- rectilinea e alinhada das arvores arrancadas, o vento teve uma componente quase unicamente unidireccional...

    Tambem pelas imagens do video parece que estamos na presença de uma estrutura linear..provavelmente neste sector da célula:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Já agora aproveito para agradecer ao Ecobcg a excelente analise...penso que posso dize-lo em nome de todos os do forum..

    EXCELENTE!:thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. MontijoCity

    MontijoCity
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    9 Dez 2010
    Mensagens:
    62
    Local:
    Montijo
    Sem dúvida, excelente trabalho de recolha de dados e excelente análise.
    Abraço!
     
  14. XELB

    XELB
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    15 Set 2012
    Mensagens:
    1
    Local:
    silves
    Olá a todos, têm reportado muito bem o evento adverso , que ocorreu na minha zona de residência (de referir que vivo no prédio do famoso filme em frente ao estádio), mas gostaria de acrescentar que o dito tornado continuou a varrer a serra de silves até à aldeia da Sapeira e passou ao lado de S. Marcos da Serra que a 28 km de Silves.
    Na aldeia da Sapeira destruiu à sua passagem todos os telhados.
    Cumprimentos a todos!
     
  15. ecobcg

    ecobcg
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Abr 2008
    Mensagens:
    4,780
    Local:
    Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
    Mais um video "fresquinho" do passagem do tornado aqui por Silves. Este mostra o tornado a passar pelo Castelo de Silves, e foi filmado aqui da minha urbanização. Passou "perto demais" da minha casa. O video foi cedido gentilmente por Karin Frambach, para colocação aqui no fórum (agradeço-lhe mais uma vez).

     
    #195 ecobcg, 21 Nov 2012 às 22:27
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52

Partilhar esta Página