Transição Energética em Portugal



Aristocrata

Super Célula
Registo
28 Dez 2008
Mensagens
6,426
Local
Paços de Ferreira, 292 mts
Resumindo: somos um praga para o mundo, o nosso estilo de vida nao permite mudancas radicais e vamos acabar por nos auto extinguir. O planeta agradecerá.
Eh lá!
Calma que para nos extinguir é preciso muito mais do que se imagina.
A resiliência da espécie humana é fabulosa!
As pragas, as guerras, as alterações climáticas do antigamente (há muitos muitos anos...) não nos extinguiram, seguramente tiveram o seu papel na evolução do ser humano ancestral e menos ancestral.

Não nos podemos esquecer do agente que pode ser essencial no desenrolar das alterações climáticas: o SOL.
Basta um crescendo na actividade solar e "assamos" literalmente; por outro lado, uma menor actividade pode levar ao arrefecimento ou, pelo menos, ajudar a minorar ou parar (momentaneamente ou não) o dito "aquecimento" em contraciclo com o observado nas últimas décadas.
 
Última edição:

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
11,358
Local
Olhão (24 m)

Renováveis. “Tivessem os outros países feito a aposta que fizemos, e não continuariam a financiar Putin”, diz Costa​



As energias renováveis vão servir de muito no próximo Inverno, caso não chova e não haja vento como aconteceu já este ano, em que o país chegou a importar mais de 50% da sua energia, se fosses um país do leste fazias o mesmo que os outros, compravas gás russo para as pessoas aquecerem as casas.

Enquanto, nesses países as casas são aquecidas maioritariamente por gás russo para viverem em condições, já aqui no teu país as pessoas passam frio de rachar e não têm meios ou rendimentos para terem as casas aquecidas no Inverno, a salvação é que somos um país aonde o frio é raro aparecer, senão estavas bem lixado..

Mais, para ti, as energias renováveis são uma negociata com projectos megalómanos que não têm nenhum respeito pelo ambiente e quando são aprovados projectos destes em áreas classificadas como a REN, está tudo dito, enquanto não focarem naquilo que é realmente importante, o autoconsumo e andarem a instalar centrais em todo o lado e arrasarem com as árvores e o ecossistema como vamos assistindo, algo vai muito mal no nosso país.

Quanto ao autoconsumo, vejo mais desenvolvido em países como a França, Alemanha ou Suiça do que vejo propriamente em Portugal. Aqui, em Portugal, numa urbanização com 100 casas, só 2 ou 3 é que colocam painéis de autoconsumo.
 
Última edição:

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,549
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Olhando agora para trás, o sistema energético até se portou bastante bem nesta onda de calor. E não se verificaram consumos extremos. Um máximo no dia 13/07 com 7934MWh de ponta e 164GWh de acumulado diário. Toda a semana o preço médio diário manteve-se sempre abaixo dos 180€/MWh.

Já para França a coisa parece bastante pior.
A previsão do preço médio diário da eletricidade para os próximos 3 dias supera os 600€/MWh!
 

N_Fig

Cumulonimbus
Registo
29 Jun 2009
Mensagens
3,746
Local
Figueira da Foz
Acho que já tive esta conversa aqui no fórum - e não estou de modo algum a defender coisas como o péssimo isolamento das casas em Portugal -, mas não há melhor exemplo de "viver acima das possibilidades" e "gastos desnecessários" do que manter as temperaturas dentro das casas tão alta que até de roupa interior se tem calor apesar de estarem -10 ºC lá fora como é comum em grande parte da Europa no inverno. Baixar o termóstato uns graus baixava imenso o consumo de energia e ninguém iria morrer de hipotermia por estarem 20 ºC em vez de 27 ºC
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
11,358
Local
Olhão (24 m)

Ministro do Ambiente e da Ação Climática vê o Algarve como exemplo de sustentabilidade​



"O ministro garantiu que a transição energética é outra área que o governo está empenhado em levar por diante. "Temos de acelerar a transição energética e há um trabalho que está a ser feito pelo governo na simplificação do licenciamento, para que por exemplo, 1 megawatt de energia renovável, não precise de licenciamento ou de avaliação de impacte ambiental e seja apenas uma comunicação prévia, para que possamos rapidamente acelerar a energia renovável para autoconsumo, mas também, substituir o gás no que diz respeito à indústria e à economia".

Ou seja, podem instalar painéis em todo o lado que estão-se a marimbar para o ambiente. Ora, 1 MW são cerca de 2500 painéis de 400 W, ora fazendo contas por alto, diria que vai ocupar cerca de 7500 m2 de terreno, dado que não precisa de AIA pode-se destruir tudo.

A ganância verde vão matar o que resta de bom neste país.
 

trovoadas

Cumulonimbus
Registo
3 Out 2009
Mensagens
2,738
Local
loule-caldeirao

Ministro do Ambiente e da Ação Climática vê o Algarve como exemplo de sustentabilidade​



"O ministro garantiu que a transição energética é outra área que o governo está empenhado em levar por diante. "Temos de acelerar a transição energética e há um trabalho que está a ser feito pelo governo na simplificação do licenciamento, para que por exemplo, 1 megawatt de energia renovável, não precise de licenciamento ou de avaliação de impacte ambiental e seja apenas uma comunicação prévia, para que possamos rapidamente acelerar a energia renovável para autoconsumo, mas também, substituir o gás no que diz respeito à indústria e à economia".

Ou seja, podem instalar painéis em todo o lado que estão-se a marimbar para o ambiente. Ora, 1 MW são cerca de 2500 painéis de 400 W, ora fazendo contas por alto, diria que vai ocupar cerca de 7500 m2 de terreno, dado que não precisa de AIA pode-se destruir tudo.

A ganância verde vão matar o que resta de bom neste país.
O Algarve não é exemplo nenhum! Continua uma enorme pressão urbanística no litoral que está a estravazar para o barrocal aliada à pressão agrícola e agora também energética. Recentemente inauguraram o parque fotovoltaico na zona do Escarpão junto ao nó da A2 de Paderne que à uns tempos atrás era impensável construir algo ali. Estamos a falar de uma importante zona de recarga do aquífero e que tem na próximidade uma gruta hidrologicamente ativa ( a única conhecida no Algarve).
Não sou contra o "progresso" mas em contrapartida temos km's2 de serra abandonada onde nada se faz, nem sequer uma moradia familiar que muitas vezes nem deixam construir.
Essa medida só vem possibilitar o nascimento de projetos indiscriminados na região já debaixo de fogo que é o barrocal Algarvio.
 

LMMS

Cumulus
Registo
22 Fev 2021
Mensagens
499
Local
Madorna - São Domingos de Rana
Novidades na Central Solar em Alcoutim da Galp, finalmente já se começa a ver movimentações, não percebo a demora, já devia estar instalada à que tempos.
Imagem desta semana!

df0621ef81289bcb160242f1040b4715.png
 
Última edição:

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
17,787
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Há albufeiras, em particular a do Alqueva, que me parecem muito apropriadas para instalação de centrais solares flutuantes:

nJJzAgU.jpg


Imagem do Sentinel de 22 de Agosto:
sYfa5GB.jpg


Esta ocupa uma área aproximada do plano de água de cerca de 4 ha.
No Alto Rabagão também existe uma, muito menor, cobre apenas cerca de 0,2 ha.

Conhecem outras?
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,549
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Esta ocupa uma área aproximada do plano de água de cerca de 4 ha.
No Alto Rabagão também existe uma, muito menor, cobre apenas cerca de 0,2 ha.

Conhecem outras?
Houve um leilão para centrais solares flutuantes no início do ano.



Supostamente até 2025 o parque solar flutuante do Alqueva terá uma área 15 vezes superior à atual. E várias albufeiras do país terão também centrais solares.
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
17,787
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Supostamente até 2025 o parque solar flutuante do Alqueva terá uma área 15 vezes superior à atual. E várias albufeiras do país terão também centrais solares.

Desde que vi a do Alto Rabagão pensei que esta opção de usar os planos de água seria uma boa ideia. Claro que há que garantir um nível mínimo da albufeira, especialmente no caso das mega-centrais deste tipo. Nem todas as albufeiras serão elegíveis. Contas feitas, a instalação nem deve sair mais cara do que em terreno, e, claro, não usa o solo e aproveita aquele que inevitavelmente se perdeu com as barragens.

Os 13 MW da Paradela representarão que área? O esvaziamento em curso da albufeira terá alguma relação com esta próxima instalação?

Também estou curioso de perceber quais os possíveis impactos ambientais, embora nesta altura não me ocorra o que poderia ser negativo.
 
  • Gosto
Reactions: "Charneca" Mundial

Luis Martins

Cumulus
Registo
25 Mai 2019
Mensagens
108
Local
Quinta da Marialva - Corroios
Com a previsão de chuva , o Noroeste vai dar um pontapé na seca , o centro do pais normalizar , ficando ainda parte de Tras os Montes , Alentejo e Algarve em seca , mas sempre já é qualquer coisa. Outra coisa importante é o aumentar dos niveis das barragens , tendo em conta o cenário da Europa , se o Inverno for generoso na Peninsula , esta poderá exportar electricidade para França e daí para o resto da Europa.
 

jamestorm

Cumulonimbus
Registo
12 Jan 2010
Mensagens
2,326
Local
Lisboa e Alenquer
Com a previsão de chuva , o Noroeste vai dar um pontapé na seca , o centro do pais normalizar , ficando ainda parte de Tras os Montes , Alentejo e Algarve em seca , mas sempre já é qualquer coisa. Outra coisa importante é o aumentar dos niveis das barragens , tendo em conta o cenário da Europa , se o Inverno for generoso na Peninsula , esta poderá exportar electricidade para França e daí para o resto da Europa.
Um passo de cada vez, vamos ver ...para já ainda nem temos pra nós, qto mais pra exportar. Mas sim, precisamos de um Inverno generoso como pão pra boca.