Transição Energética em Portugal

Toby

Nimbostratus
Registo
25 Mar 2011
Mensagens
1,941
Local
Alcobaca (160 m)
Site muito pobre, não tem informações sobre a produção, custos etc.

Parece que se trata apenas de uma ideia.


Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk

O dispositivo não é orientável? Aqueles painéis concentradores estão fixos numa direcção? A produção é a mesma seja qual for a direcção do vento?
É preciso varrer os factos, é uma forma diferente de usar o vento. Este sistema está a ser testado no telhado de uma fábrica da BASF

https://cleantechnica.com/2022/10/19/aeromine-rooftop-wind-technology-outperforms-solar-with-video/
https://www.rdworldonline.com/rd-100-2021-winner/aeromine/
https://www.osti.gov/servlets/purl/1640929
 
  • Gosto
Reactions: RStorm e StormRic


MSantos

Moderação
Registo
3 Out 2007
Mensagens
10,065
Local
Azambuja / Rio Maior

Portugal aposta na produção de energia a partir das ondas no mar​


 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
18,369
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)

Portugal aposta na produção de energia a partir das ondas no mar​



Finalmente. Também me lembro da antiga solução dos moinhos de maré, como os que existiam na margem sul do estuário do Tejo (Seixal) ou Ria Formosa, que simplesmente usam o potencial da diferença de altura entre a maré alta e a maré baixa.
 

MSantos

Moderação
Registo
3 Out 2007
Mensagens
10,065
Local
Azambuja / Rio Maior
Finalmente. Também me lembro da antiga solução dos moinhos de maré, como os que existiam na margem sul do estuário do Tejo (Seixal) ou Ria Formosa, que simplesmente usam o potencial da diferença de altura entre a maré alta e a maré baixa.

Já houve várias tentativas (projetos) de aproveitar a energia das ondas em Portugal, mas ainda não houve nenhuma tecnologia que vingasse verdadeiramente, um dos fatores de tal ocorrer é o próprio ambiente marinho que provoca grande desgaste e corrosão aos materiais/peças etc.. Esperemos que seja desta. :)
 
Última edição:

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
18,369
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Já houve várias tentativas (projetos) de aproveitar a energia das ondas em Portugal, mas ainda não houve nenhuma tecnologia que vingasse verdadeiramente, um dos fatores de tal ocorrer é o próprio ambiente marinho que provoca grande desgaste e corrosão aos materiais/peças etc.. Esperemos que seja desta. :)

Exacto. Mas tem havido tal progresso em novos materiais que começa a ser viável técnica e economicamente a opção.
E uma das grandes vantagens em relação à energia eólica é a predictabilidade dos períodos de maior produção. Com muitas horas ou dias de avanço sabe-se que ondulação vai chegar às costas. A previsão do regime de vento em cada local é muito mais... volátil!
Não há ocupação de solo. Podem ser aproveitadas estruturas costeiras ou portuárias existentes. É uma produção próxima das grandes zonas de consumo, visto que uma grande parte das zonas populosas e industriais se situa perto da costa.
O recurso é inesgotável, especialmente em zonas costeiras de grandes oceanos, como a nossa.
 
Editado por um moderador:

MSantos

Moderação
Registo
3 Out 2007
Mensagens
10,065
Local
Azambuja / Rio Maior

EDP Renováveis instala no Algarve as turbinas eólicas terrestres mais potentes da Península Ibérica


A EDP Renováveis concluiu a ampliação do parque eólico Barão São João, no Algarve, com duas novas torres eólicas, equipadas com aerogeradores de 6,2 megawatts da Vestas, as máquinas mais potentes em parques terrestres na Península Ibérica​

A EDP Renováveis e a dinamarquesa Vestas concluíram a instalação das mais potentes turbinas para parques eólicos terrestres. Os dois novos aerogeradores, com uma potência unitária de 6,2 megawatts (MW), foram instalados no parque eólico Barão São João, em Lagos, no Algarve, informou a EDP em comunicado esta segunda-feira.
A potência destes equipamentos não supera, contudo, a que está operacional no parque eólico offshore Windfloat Atlantic, ao largo de Viana do Castelo, com três máquinas de 8 MW cada, embora seja normal que os parques offshore sejam equipados com turbinas mais potentes do que as instalações em terra.
O parque conta com duas novas torres, equipadas com aerogeradores Vestas EnVentus V162, máquinas às quais estarão acopladas pás de 80 metros de comprimento.
Estas novas turbinas vêm reforçar a capacidade do parque Barão São João dos anteriores 50 MW (com 25 turbinas de 2 MW cada) para mais de 62 MW.
O reforço de capacidade permitirá produzir mais 34 gigawatt hora (GWh) por ano de eletricidade verde, suficiente para cobrir o consumo anual de aproximadamente 27 mil pessoas.
Com este projeto a Vestas ultrapassa os 900 MW de capacidade instalada ou em construção em Portugal, embora o volume total de capacidade eólica sobre a qual a Vestas está a prestar serviços no país (incluindo parques com equipamentos de outros fabricantes) ultrapasse 1 gigawatt (GW), segundo o comunicado da EDP.
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
11,492
Local
Olhão (24 m)

AnDré

Moderação
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,648
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Vídeo do transporte e montagem dos aerogeradores

Provavelmente daqui a 5/10 anos devemos começar a assistir à renovação das turbinas eólicas mais antigas. Dado o avançar da tecnologia, podemos duplicar a potência eólica instalada sem criar novos parques eólicos.
O mesmo se devia pensar/estudar no que toca à energia hídrica. Temos muitas centrais hídricas da década de 60. Ao preço que está a energia, será que não compensa o investimento da actualização/aumento de potência dap hídricas mais antigas?
 

efcm

Cumulus
Registo
23 Mar 2013
Mensagens
332
Local
Amadora
Provavelmente daqui a 5/10 anos devemos começar a assistir à renovação das turbinas eólicas mais antigas. Dado o avançar da tecnologia, podemos duplicar a potência eólica instalada sem criar novos parques eólicos.
O mesmo se devia pensar/estudar no que toca à energia hídrica. Temos muitas centrais hídricas da década de 60. Ao preço que está a energia, será que não compensa o investimento da actualização/aumento de potência dap hídricas mais antigas?

As eólicas são substituídas por modelos maiores e com pás ainda mais aerodinâmicas.

Mas nós geradores das hidroeléctricas acho que já não existiram grandes ganhos na tecnologia dos anos 60 para agora.

Mas se alguém com mais conhecimentos no assunto quiser explicar as melhorias das novas turbinas, estou cá para aprender.

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk
 

fernandinand

Cumulus
Registo
13 Out 2020
Mensagens
200
Local
Serra - Alvorge @~300m
As eólicas são substituídas por modelos maiores e com pás ainda mais aerodinâmicas.


A grande questão é que neste momento podemos duplicar a potência instalada por menos de metade do €€ investido na era Sócrates (tecnologia não madura)...
 

MSantos

Moderação
Registo
3 Out 2007
Mensagens
10,065
Local
Azambuja / Rio Maior

A grande questão é que neste momento podemos duplicar a potência instalada por menos de metade do €€ investido na era Sócrates (tecnologia não madura)...

Se ficarmos sempre à espera do melhor momento para se fazer alguma coisa nunca se faz nada, porque a tecnologia vai sempre evoluir e para o ano ainda será melhor.... Algum dia tinha que se começar a transição energética e felizmente hoje estamos na linha da frente na Europa nesse capítulo. Longe de ser defensor do Sócrates mas acho que o investimento, ainda que caro, não me parece que tenha sido um erro.
 

Scan_Ferr

Nimbostratus
Registo
8 Ago 2010
Mensagens
1,416
Local
Maceda (Ovar)
As eólicas são substituídas por modelos maiores e com pás ainda mais aerodinâmicas.

Mas nós geradores das hidroeléctricas acho que já não existiram grandes ganhos na tecnologia dos anos 60 para agora.

Mas se alguém com mais conhecimentos no assunto quiser explicar as melhorias das novas turbinas, estou cá para aprender.

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk
Em termos de tecnologia se calhar não mas dá para aumentar a potência.
 
  • Gosto
Reactions: "Charneca" Mundial

fernandinand

Cumulus
Registo
13 Out 2020
Mensagens
200
Local
Serra - Alvorge @~300m
Se ficarmos sempre à espera do melhor momento para se fazer alguma coisa nunca se faz nada, porque a tecnologia vai sempre evoluir e para o ano ainda será melhor.... Algum dia tinha que se começar a transição energética e felizmente hoje estamos na linha da frente na Europa nesse capítulo. Longe de ser defensor do Sócrates mas acho que o investimento, ainda que caro, não me parece que tenha sido um erro.
Espero que te lembres disso cada mês que pagas factura da luz...

 

efcm

Cumulus
Registo
23 Mar 2013
Mensagens
332
Local
Amadora
Espero que te lembres disso cada mês que pagas factura da luz...

Tens sempre de calcular o custo do investimento vs rentabilidade.

A conta a fazer aqui verificar quanto falta amortizar do investimento anterior e ver se compensa assumir o prejuízo por não amortizar as eólicas já instaladas vs o custo e o rendimento das novas eólicas...

Enviado do meu Redmi Note 7 através do Tapatalk
 

MSantos

Moderação
Registo
3 Out 2007
Mensagens
10,065
Local
Azambuja / Rio Maior
Espero que te lembres disso cada mês que pagas factura da luz...


Podíamos ter continuado todos com a eletricidade baratinha a carvão em todo lado, o pior é que o planeta não aguenta. Algum dia teria que se começar a transição energética, foi (está a ser) caro mas tinha que se começar a fazer por algum lado. Por grande parte do Mundo só olhar para o próprio bolso é que está a custar tanto a largar os combustíveis fósseis. Se para assegurar que o meu filho tenha um planeta habitável tiver que fazer a minha parte e pagar mais, pois que assim seja!
 
Última edição: