Yellowstone Ibérico

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por belem 10 Out 2010 às 21:35.

  1. Seattle92

    Seattle92
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    22 Set 2010
    Mensagens:
    668
    Local:
    Portugal
    Não percebo o que é o "isard". Pus a palavra no google e aparecem imagens de camurças. Camurça é "chamois", certo?


    Só os Alpes franceses são 35 000 km²??? Então a totalidade dos Alpes, desde França à Eslovénia é bem mais que a área de Portugal :lol:

    Também há corços nos Alpes franceses?

    50 000 carmurças :shocking: e Portugal não tem nenhuma :(
     
  2. Pek

    Pek
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    24 Nov 2005
    Mensagens:
    3,534
    Local:
    Menorca
    Isard es como se denominan a las camurças en catalán y, actualmente, a las camurças de los Pirineos en francés (por influencias de las palabras izard en gascón e isard-isart en el Rosellón (comarca catalana)). En España se llama isard al rebeco (camurça) en Cataluña, en Aragón se llama sarrio (minoritariamente y según valles: chizardo, ixarso...) y en zonas navarras sarrioa. En galllego, rebezo y en asturleonés, robezu, robezo, robecu....

    Esquema resumen

    REBECO o GAMUZA (CAMURÇA):

    - Rupicapra rupicapra rupicapra: REBECO DE LOS ALPES (chamois)

    - Rupicapra pyrenaica pyrenaica: REBECO DE LOS PIRINEOS (sarrio, chizardo, ixarso, isard, izard, sarrioa)

    - Rupicapra pyrenaica parva: REBECO CANTÁBRICO (robezu, robezo, robecu, rebezo)


    Nombres por zonas:

    - Rebeco alpino: chamois (Francia)
    - Rebeco pirenaico : rebeco o gamuza (castellano), sarrio, chizardo o ixarso (Aragón), sarrioa (Navarra) e isard (Cataluña y Francia (aunque aquí también se utiliza el izard y el "chamois des Pyrénées" para el rebeco pirenaico)).
    - Rebeco cantábrico: rebeco o gamuza (castellano), robezu, robezo o robecu (asturleonés), rebezo (gallego).

    Hasta 1985 se les consideraba como una única especie (Rupicapra rupicapra) con 10 subespecies distintas. Ahora se consideran 2 especies (R. rupicapra y R. pyrenaica) con 10 subespecies totales entre ambas. Es la clasificación más aceptada pero no todos los expertos están de acuerdo con ella (algunos siguen pensando que se trata de una única especie). En cualquier caso las diferencias entre las distintas subespecies no son demasiado significativas.

    En España se calculan actualmente poblaciones de NO MENOS de 20.000 ejemplares en la Cordillera Cantábrica y NO MENOS de 35.000-40.000 ejemplares en los Pirineos Españoles (más otros 25.000 en los Franceses). Total España: NO MENOS de 55.000-60.000 ejemplares. Vamos, que es abundante en ambas Cordilleras salvo zonas concretas (Pirineos Navarros, por ejemplo). Hay zonas con densidades muy altas como es el caso del Valle de Ordesa donde se llega a cifras de 35 individuos/km2 (doy fe de la facilidad con que se ven allí las camurças y de lo cerca que llegan a estar de tí sin inmutarse :eek: ).
     
  3. Aristocrata

    Aristocrata
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    28 Dez 2008
    Mensagens:
    5,877
    Local:
    Paços de Ferreira, 292 mts
    Confirmo isso...;)
    Há uns anos fui até ao vale de Ordesa e, numa subida até uma cascata, aproximei-me tanto de uma camurça (sem o saber), que quando dei por mim estava a uns míseros 5 metros dela - quando ela me viu desatou a correr por ali fora...e não, não cheiro mal!!!:lmao::lmao::p
    Que belo parque e que vale de sonho aquele vale de Ordesa :rolleyes:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. matador

    matador
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    14 Nov 2010
    Mensagens:
    7
    Local:
    Arcos De Valdevez
    a totalidade dos Alpes faz 190 000 km2 (portugal : 92 080 km2).
    também a Corços nos alpes francesas e em toda a França mais sao tantos que nem se conte. Uma vez vi um corço macho em Versailles, a 20 km de Paris:shocking:.

    e por isso que sou triste :( , Portugal tem muito menos populaçao ao km2 que a França mais nao tem quase animales nenhum:huh:.
    O corço, o veado, a camurça sao animais muito comun e facile d'introduzir. O PNPG devia ao menos ter esses animales...
     
  5. Seattle92

    Seattle92
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    22 Set 2010
    Mensagens:
    668
    Local:
    Portugal
    ^^
    :lol:

    Pois é. É isso que nós aqui estamos sempre a dizer, mas ninguém nos liga :lol:


    Também eu acho incrível que nada se faça em relação a isso. Qualquer pequena associação de caçadores consegue introduzir veados, gamos, muflões,... nas suas quintas e terrenos. Mas o instituto publico que devia conservar e promover o aumento da fauna e biodiversidade em Portugal praticamente não faz nada que se veja.

    Como é possível gastarem-se milhares de euros todos os anos em indemnizações a pastores no Gerês, mas não se fazer o reforço da população de corços, ou uma introdução de veados, gamos ou muflões. É algo assim tão complexo ou caro de ser feito?

    Não há um caso de uma espécie extinta ou praticamente desaparecida em Portugal que tenha voltado nos últimos anos graças ao trabalho do ICNB. Esquilo, Cabra-Montês, Marta, Veado, Corço,... Todas estas espécies voltaram ou recuperaram nas ultimas duas décadas graças ao que tem acontecido em Espanha. Seja por colonização natural, seja por trabalhos das entidades espanholas feitos em áreas perto da fronteira (cabra montês é o melhor exemplo).


    Claro que tudo isto deve ser feito com calma, tudo deve ser muito bem estudado e analisado. Mas porra, cada vez que vou ao site do ICNB a única coisa que vejo são notícias de conferências, colóquios, seminários, lançamentos de livros, workshops,... Não se vê um projecto concreto, uma notícia de uma iniciativa real no terreno,... nada!!! :angry:
     
  6. Seattle92

    Seattle92
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    22 Set 2010
    Mensagens:
    668
    Local:
    Portugal
    [​IMG]

    As camurças francesas parecem coelhos :lol::lol::lol:
     
  7. Pek

    Pek
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    24 Nov 2005
    Mensagens:
    3,534
    Local:
    Menorca
    Lugares ibéricos destacados con presencia coincidente de gran fauna de carnívoros, ungulados (artiodáctilos) y rapaces

    Gran fauna:

    - Carnívoros: oso pardo, lobo, lince boreal y lince ibérico (no incluyo gato montés y zorro, así como tampoco los mustélidos y vivérridos)
    - Ungulados artiodácilos: jabalí, corzo, muflón, gamo, ciervo, arruí, cabra montés y rebeco.
    - Rapaces (de envergadura mayor a los 2 metros): quebrantahuesos, buitre negro, buitre leonado, águila real y águila imperial.


    Zona mediterránea:

    - Sierra Morena Ciudadrealeña: jabalí, corzo, muflón, gamo, ciervo, arruí y cabra montés (7 especies de ungulados); lobo y lince ibérico; águila real, águila imperial, buitre negro y buitre leonado.


    Zona eurosiberiana:

    - Pirineo Catalán (Pallars): jabalí, corzo, muflón, gamo, ciervo, rebeco (6 especies de ungulados), oso pardo, lobo y lince boreal (oficialmente no confirmado aunque hay citas recientes); águila real, quebrantahuesos, buitre negro, buitre leonado.
     
  8. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,007
    Local:
    Sintra


    Portugal em área terrestre ( excluindo a área marítima) é de facto 92 080km2.
    Quanto a Portugal não ter animais nenhuns é muito relativo e depende do que estamos a falar ( talvez de macromamíferos?). Isso ocorre em muitos países europeus, infelizmente e deve-se só ao Homem. Antes de fazermos estragos deviam existir autênticos « Serengetis» por aí espalhados. Mas isso é uma coisa que se pode mudar com alguma facilidade, pelo menos em Portugal e em relação a algumas espécies. Para alguns casos é apenas uma questão de tempo ( e não muito) para haver recolonização a partir de Espanha. Para outros, só com uma reintrodução ( que até poderá depender de alguns particulares, ao que parece).
    Portugal já dispôe de bons exemplos de parque naturais, ao nível de muitos parques europeus, tanto em extensão como em biodiversidade, sejam os casos do Parque Natural do Guadiana, Serra da Estrela, da Malcata, Tejo Internacional,de Montesinho, do Parque Nacional da Peneda-Gerês, que dispôem de condições para albergar ainda mais fauna do que a que possuem na actualidade ( e que foi extinta pelo Homem), etc...
    Ainda dispomos do último resquício conhecido e assinalável de floresta primitiva mediterrânica ( Arrábida) e da maior floresta laurissilva primitiva ( Sector Macaronésico) do planeta ( Ilha da Madeira). E ainda temos áreas grandes, naturais, ainda não elevadas a estatuto de parque natural e com muito potencial: Alentejo, Monchique, Montalegre,etc... Isto são recursos que temos a sorte de ter, mas mais que isso o importante mesmo seria gerir bem e proteger tudo isso.
    Mas se falarmos na biodiversidade em geral, não devem haver muitos países na Europa com a biodiversidade que Portugal apresenta por km2 e isso deve-se ao casamento que o clima tem com a sua vegetação.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. matador

    matador
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    14 Nov 2010
    Mensagens:
    7
    Local:
    Arcos De Valdevez
    En macrofauna o Portugal e relativamente pobre em comparação com a Espanha, a França por exemplo. Mas eu sei que o Portugal e muito rico em microfauna.
     
  10. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,007
    Local:
    Sintra
    Espanha/França têm poucas mais espécies a nível de macrofauna ( grandes mamíferos terrestres?) que Portugal.
    É até insignificante a diferença entre estes países e Portugal, mas eu compreendo a essência do que queres dizer.
    Basta ver o número de camurças que Espanha tem ou ursos-pardos e a sua distribuição em território espanhol, que facilmente nos apercebemos das diferenças.
    Mas também, muito provavelmente, pouco tempo faltará para estas espécies começarem a voltar para Portugal. O urso-pardo com uma população pequena junto a Montesinho, talvez até será a primeira a voltar.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    8,691
    Local:
    Porto
    Seria possível a permanência de alguns casais na Serra da Nogueira ou na Serra da Coroa?
     
  12. Pek

    Pek
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    24 Nov 2005
    Mensagens:
    3,534
    Local:
    Menorca
    Fuente Dé (vertente sul dos Picos de Europa) ontem (imagem com camurça :lol: )

    [​IMG]

    Fuente Dé hoje (para comparar)

    [​IMG]
     
  13. Seattle92

    Seattle92
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    22 Set 2010
    Mensagens:
    668
    Local:
    Portugal
    :shocking: Grande diferença!!! coitada da camurça :lol:
     
  14. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,007
    Local:
    Sintra
    No futuro próximo?
    Penso que sim, ainda mais quando têm acesso a mais territórios além desses ( e com boa continuidade de corredores ecológicos).
    Mas mesmo que tivessem de viver só aí, teriam boas hípóteses.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,007
    Local:
    Sintra
    Da Galiza, é feita uma referência ao tigre ou queixa(?):

    http://faunaourense.blogspot.com/2010/12/o-queixa-ser-mitoloxico-do-macizo.html

    Gostaria também de juntar informações sobre espécies de grandes felinos extintos na P. Ibérica.
    O leão das cavernas ou espécies de tigres de dentes de sabre estão fora de questão, claro...
    Como seria o leão europeu ( seria semelhante ao leão-asiático?)?
    Será que a P. Ibérica apresentava leões semelhantes aos do Norte de África? Não sei de nada, daí a questão...
    E o leopardo-europeu será que tinha afinidades com o leopardo-persa actual?
    Existe algum estudo genético sobre isto?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página