Biodiversidade

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por psm 15 Nov 2008 às 20:50.

  1. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    8,173
    Local:
    Torres Novas(75m)


    O Homem ainda tem muito que aprender com a "natureza".
    A construção de um ninho bastante engenhoso.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    João Pedro, belem e luismeteo3 gostaram disto.
  2. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,291
    Local:
    Sintra/Carcavelos/Óbidos
    Esta foto foi tirada (com o tlm), ao que pensava serem 2 lesmas, junto à Serra da Carregueira na noite de 14 de Dezembro:

    [​IMG]

    Estava bem escuro, por isso tive uma surpresa, quando vi melhor a foto...


    Aqui, pode-se ver a luz de uma larva de Luciola, que foi encontrada a «hibernar» (enrolada em posição fetal):

    [​IMG]

    Podem ficar assim durante semanas.

    Nas minhas pilhas de composto (na minha quinta de Óbidos), no auge do inverno, às vezes encontro várias.larvas de pirilampo. Presumo que talvez apreciem as pilhas de composto pelo calor libertado pela vegetação em decomposição, assim como pela abundância de presas.

    Interessante, que por alguma razão, nem todas hibernam, mas é certo que com o frio mais intenso, a atividade locomotora diminue (assim como a vontade de caçar).

    Dois dias depois, encontrei alguns exemplares confusos do que me parece ser Copris hispanus, junto a dois candeeiros de iluminação pública (também perto da Serra da Carregueira).
    Alguns já estavam mortos, por isso decidi trazer os vivos para casa, e deixei machos e fêmeas, a acasalar dentro de um recipiente (com humus e um pano húmido).
    Após o acasalamento, fui quase ao mesmo local durante o dia e larguei os exemplares, junto a um campo, que costuma de ter cavalos e ovelhas (que é para as fêmeas terem muito por onde escolher).

    Aqui fica um dos machos que encontrei:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #2447 belem, 26 Dez 2018 às 23:38
    Última edição: 27 Dez 2018 às 16:21
  3. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    8,173
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Um belo exemplar de escaravelho rinoceronte, ainda no fim deste verão salvei um de morrer atropelado na estrada, e coloquei-o no meu canteiro, onde tem mais de 1 palmo de matéria organica.
    É sem dúvida uma espécie que gosto de ir acompanhando, tal como a vaca-loura, que infelizmente nunca vi nenhuma ao vivo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    8,173
    Local:
    Torres Novas(75m)


    "jornalexpresso
    O jornal “Expresso” vai ficar mais ecológico em 2019. A edição de 5 de janeiro já não virá em saco de plástico como aconteceu nos últimos 26 anos e sim num saco de papel ♻️"

    Por acaso já tinha perguntado a mim mesmo, quando é que o saco de plástico iria ficar para trás, e até que enfim, o novo ano, trás uma boa mudança, continua a existir muitas pessoas completamente desinformadas sobre a "guerra dos plásticos", e não são só pessoas mais velhas.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    17,112
    Local:
    Fatima (320m)
    Um alienígena da família dos cogumelos... [​IMG][​IMG]

    Enviado do meu DRA-L21 através do Tapatalk
     
  6. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    8,173
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Nesta escola, tudo o que vem à rede é plástico que não vai para o oceano

    E se o lixo que atiramos para o chão fosse parar acima das nossas cabeças? Na Escola Básica de Manhente, em Barcelos, foi colocada uma rede gigante que vai receber o plástico encontrado no chão. O objectivo é consciencializar os alunos para a poluição dos oceanos, colocando-os numa situação semelhante à dos animais marinhos.
    Por estes dias, quando olham para cima à entrada da Escola Básica de Manhente, em Barcelos, os alunos vêem uma rede gigante, que cobre todo o átrio interior. Está ali colocada para lhes mostrar como é ser um peixe no oceano. A rede, que para já está limpa, vai carregar todo o plástico que for encontrado no chão do recinto da escola. O objectivo é consciencializar os alunos “de uma forma mais visual” para o que acontece “ao lixo que atiram para o chão e vai parar ao mar". A iniciativa foi partilhada através de uma publicação no Facebook da escola e está a ser recebida com agrado, pelo que se lê nos comentários.

    Paula Ribeiro, professora bibliotecária e uma das impulsionadoras da acção, explica, ao telefone com o P3, que a ideia se insere no projecto Missão Possível 4.0, que abrange todo o agrupamento de escolas Alcaides de Faria. O objectivo passa por sensibilizar os alunos desde a primeira classe ao 9.º ano para questões relacionadas com o ambiente e com a solidariedade.

    [​IMG]

    https://www.publico.pt/2018/11/29/p...ede-e-plastico-que-nao-vai-para-o-mar-1852816

    Parece-me ser uma boa iniciativa, e até acho que mais escolas deviam de seguir este exemplo, para demonstrar ao alunos o que pode ser uma garrafa de plástco,por exemplo, por eles atirado para o chão, pode percorrer uma enorme cadeia, e chegar aos nosso rios, e afectar toda a cadeia alimentar.
    Antes do fim de ano, tenho como meta, apanhar cerca de 30 a 40 quilos de plástico, principalmente, isto apenas num pequeno troço de estrada com uns 500 metros.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    belem, Cinza e luismeteo3 gostaram disto.
  7. Cinza

    Cinza
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Set 2017
    Mensagens:
    267
    Local:
    Vila do Conde
  8. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    8,173
    Local:
    Torres Novas(75m)

    Existe esses caçadores que pensam que tudo o que mexe é para disparar a matar, ou então pensam que os linces lhes vão comer todos os coelhos e ele irão ficar sem nada, enfim, aquelas mentalidades pequenas, só é pena é nunca se apanhar quem comete estes malditos actos.
    É triste ver tanto trabalho pela luta e conservação do lince, e depois acabar assim, é muito triste mesmo.

    Pelo que vejo a caça está cada vez mais massificada, e onde até os caçadores se dão ao trabalho de entrar dentro de canaviais densos, e madarem mesmo pedras para dentro de silvados, é de extremos.

    Aliás a caça para mim, hoje em dia é coisa que já não faz mais sentido, pois o homem caça apenas por diversão e "amor á camisola".
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    3,288
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    não vai ser fácil apesar que eu acho que vão ter mais sucesso em Espanha do que cá pois há mais espaço entre as localidades, temos o território muito populado.
     
    Pedro1993 gostou disto.
  10. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    8,173
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Ambientalistas sem explicação para aumento de ninhos de tartaruga em Cabo Verde

    O aumento para o dobro no número de ninhos de tartarugas em Cabo Verde está a surpreender a comunidade científica e os ambientalistas, que ainda não encontraram uma resposta para o fenómeno.

    [​IMG]

    Em entrevista à agência Lusa, a bióloga Berta Renom, da Rede Nacional de Proteção das Tartarugas Marinhas (Taola), afirmou que só na ilha do Sal, onde para já estão contabilizados os ninhos, foram registados 14.950, o dobro face aos 7.700 de 2017.

    "É espetacular", disse Berta Renom, recordando que já em 2017 o número de ninhos tinha sido o dobro do ano anterior.

    Apesar de apenas ter disponíveis os dados referentes à ilha do Sal, a rede Taola sabe que este aumento é "um fenómeno em todas as ilhas" de Cabo Verde, disse a bióloga.

    O aumento é bem-vindo, mas cientistas e ambientalistas ainda não têm uma explicação para o fenómeno, embora apontem várias possibilidades.

    https://www.tsf.pt/sociedade/cienci...EweVVGNVV_Oivl8LmQwrl21XiA4mqRmI8Z21-v7BQhFNo
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,291
    Local:
    Sintra/Carcavelos/Óbidos
    .

    Os linces em Portugal vivem sobretudo em zonas de baixa densidade populacional.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3 e Pedro1993 gostaram disto.
  12. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    9,554
    Local:
    Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
    Se não fossem os verdadeiros caçadores, os que respeitam a Natureza, dificilmente o programa de reintrodução de linces seria o sucesso que tem sido. É importante não julgar o todo por meia dúzia de atrasados mentais! Os linces têm sido introduzidos e habitam em zonas de caça, com o apoio dos proprietários, gestores cinegéticos e caçadores. :)

    A caça e a conservação da natureza estão na mesma face da mesma moeda, embora muitos continuem a não ver, ou a não querer ver isso.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3 gostou disto.
  13. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    8,173
    Local:
    Torres Novas(75m)
    O que eu disse em cima, é pelo menos o que eu vejo acontecer em todos os dias de caça, que cada vez mais está mais massiva, e quanto a conservação de espécies na minha localidade é zero, aliás eles nem devem de saber o que é isso.
    A única coisa que eles se lembram de fazer é colocarem bebedouros para os coelhos no Verão, para poucos depois os matarem.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Thomar, luismeteo3 e ct1gnd gostaram disto.
  14. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    10,214
    Local:
    Viseu
    Matar coelhos desidratados é uma violência, temos de convir. Primeiro hidratá-los e depois enchê-los de chumbo é o protocolo correcto.
    Também te esqueceste do abandono dos cães quando eles deixam de ter serventia.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    João Pedro, Pedro1993 e luismeteo3 gostaram disto.
  15. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    17,112
    Local:
    Fatima (320m)
    Aqui que é uma zona de caça, vêem-se muitos cães abandonados e magros... a população vai alimentando e acolhendo alguns.
     
    João Pedro, ClaudiaRM e Pedro1993 gostaram disto.

Partilhar esta Página