Biodiversidade

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por psm 15 Nov 2008 às 20:50.

  1. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,116
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Não corte já as ervas daninhas. As abelhas agradecem

    Investigadores desaconselham o corte da vegetação espontânea que cresce nos relvados ou entre os muros da cidade porque assim se retiram recursos a insectos importantes para o equilíbrio dos ecossistemas.

    Mal começa a Primavera, há uma tarefa que se repete por todo o lado: cortar ou atirar um químico qualquer para aniquilar as ervas daninhas e as flores selvagens que delas rebentam entre os passeios de casa ou as pedras e muros das cidades, ou florescem nos relvados citadinos. E se, com esta rotineira acção, estivéssemos a prejudicar insectos polinizadores como as abelhas? E se, com isso, nos estivéssemos também a prejudicar? Algumas das plantas favoritas destes insectos, que ajudam na reprodução da flora, são as mal-amadas ervas daninhas. É por isso que entomólogos (estudiosos dos insectos) desaconselham que se cortem estas plantas mal começam a florescer. Dessa forma, estão a retirar-se recursos a estes bichos tão importantes para o equilíbrio dos ecossistemas.

    https://www.publico.pt/2019/03/25/l...ZAs_GCWOgXR2LDaDIE3K640Picry-w1Ewn6MoHK5fmITI

    O que muitas pessoas chamam de ervas daninhas, são plantas espontaneas, que para além de fazerem um prado em floração na primavera, ainda para mais não necessita de regas nem de qulaquer manutenção, e fica muito melhor do que um simples relavado, que consome muita água, e exige cuidados frequentes.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    RStorm, João Pedro, belem e 1 outra pessoa gostaram disto.
  2. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    4,801
    Local:
    Loures | Rio Tinto
    Uma pequena cobra caçada por um gato de uma amiga minha, perto do rio de Loures.

    [​IMG]
     
  3. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,116
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Uma bonita cobra, já com um tamanho considerado, os gatos são tramados, pois não podem ver qualquer ave, ou bicho a mexer, eu tenho cá uma gata e sei bem como é, já tive uma situação igual, e não foi fácil fazer com que ela deixasse ir a cobra á vida dela.
    Esperemos que o gato da tua amiga não a tivesse morto.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    4,801
    Local:
    Loures | Rio Tinto
    E esse gato até já tratou da saúde do canário do vizinho de cima, mas isso é segredo :D

    Talvez tenho deixado a cobra sobreviver, são pessoas de campo :)
     
    Pedro1993 gostou disto.
  5. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    8,581
    Local:
    Sto. Estêvão (Benavente) Monte da Barca (Coruche)

    Uma pena... :(

    Os gatos domésticos são grandes destruidores da Natureza, gato domestico é para estar em casa fechado! Gatos assilvestrados são um grande problema no Mundo inteiro, são responsáveis pelo declínio e extinção de várias espécies de aves, répteis, mamíferos...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro1993 gostou disto.
  6. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,116
    Local:
    Torres Novas(75m)
    É bem verdade, mesmo os gatos domésticos, que nem sequer tem fome, tem sempre o instinto de caçar, tal como qualquer outro felino.
    Mas sim de facto, são grandes destruidores de várias espécies de animais.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    4,801
    Local:
    Loures | Rio Tinto
    Apesar de concordar que o instinto caçador dos gatos pode levar ao declínio de alguns exemplares de certas espécies, não concordo em ter um animal preso em casa. Para isso compraria um peluche.
     
  8. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,116
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Aqui á uns anos atrás, via-se muitos cães acorrentados, hoje em dia, e com a mudança de leis e de mentalidades, hoje em dia já se vem muitos menos, e ainda bem, pois, um animal, como ser vivo que é, não pode estar acorrentado durante a sua vida inteira.
    Pois se as pessoas querem um animal para estar sossegado sempre no mesmo sítio, o melhor é mesmo comprar um peluche.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    João Pedro e ct1gnd gostaram disto.
  9. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    8,581
    Local:
    Sto. Estêvão (Benavente) Monte da Barca (Coruche)
    Duarte, se não querem os gatos em casa ou em áreas limitadas ou vedadas mais vale mesmo ter peluches... Gatos domésticos livres são um atentado à biodiversidade e à natureza, mesmo em espaços mais urbanos os gatos põem em risco algumas espécies principalmente de aves. No Sul Nova Zelândia de forma a proteger-se a biodiversidade local querem proibir a posse de gatos. Medida algo extrema mas dizem ser necessária.

    Como apaixonado por espaços naturais e biodiversidade penso que a legislação deveria ser mais severa neste assunto e gatos soltos deveriam capturados e os donos responsabilizados (multados).

    Pior ainda são os gatos assilvestrados, uma das causas do declínio do gato-bravo em Portugal, o único "gato" a par do lince que deveria andar fora das casas das pessoas em Portugal.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3, Duarte Sousa e Pedro1993 gostaram disto.
  10. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    8,581
    Local:
    Sto. Estêvão (Benavente) Monte da Barca (Coruche)
    Ter animais acorrentados é muito mau, mas sem controlo também é! Se não se tem condições para ter os animais em segurança para eles e para a natureza mais vale mesmo não os ter!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Thomar, luismeteo3 e Pedro1993 gostaram disto.
  11. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,722
    Local:
    Viseu
    Ter animais à solta entregues a si próprios é uma irresponsabilidade. Claro que nada tenho contra ter animais em terrenos desde que com segurança garantida. Propriedades muradas ou vedadas, tudo bem. Aliás, óptimo. Deixá-los andar ao Deus dará, sujeitos a atropelamentos, desorientações, roubos, envenenamentos, etc, não me parece de gente responsável.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. "Charneca" Mundial

    "Charneca" Mundial
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    28 Nov 2018
    Mensagens:
    628
    Local:
    Corroios (cota 26); Aroeira (cota 59)
    Esse problema tem um nome muito simples: falta de educação. É muito típico perante os tugas. Mesmo com uma boa limpeza das estradas e das vias aquáticas, infelizmente, são dois a limpar e quatro a atirar lixo para o chão. E este problema tem-se vindo a agravar com o aumento do turismo e da imigração. :(
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro1993 e Thomar gostaram disto.
  13. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,116
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Vivam os insectos


    Os insectos não se podem escolher. Os desagradáveis vêm como os giros. Se não houvesse insectos a voar por toda a parte não viriam as andorinhas e os andorinhões. Morreriam de fome. Não se reproduziriam.

    Entram borboletas nas nossas vidas, joaninhas. Numa estação de serviço o verde duma bomba engana uma abelha. Chegam dois livros sobre as aves do mundo: a falta cada vez maior de insectos é o maior problema de todos.
    Nas janelas e nas gavetas da minha casa nascem moscas para me comer o juízo, peixinhos de prata para me comer os livros, traças para me comer as camisolas.

    São insectos também. Os insectos não se podem escolher. Os desagradáveis vêm como os giros. Se não houvesse insectos a voar por toda a parte não viriam as andorinhas e os andorinhões. Morreriam de fome. Não se reproduziriam. Entrariam em extinção. Extinguir-se-iam.

    Sem as minhocas não crescia quase nada. Os pássaros também comem minhocas mas deixam minhocas que cheguem para fertilizar a terra. Em contrapartida não há andorinhas e andorinhões que cheguem para dar cabo das moscas e dos mosquitos.

    A natureza deixa sempre sobras, uma margem de segurança. Nascem sempre mais bichos do que aqueles que podem viver. A morte é a maneira de distribuir o que há para comer.

    Há menos andorinhões porque há menos insectos. O glifosato mata passarinhos – só que não se vê. Cada Primavera é menos primaveril por causa das mortes. Pesticida é a morte das ditas pestes, herbicida é a morte das plantas.

    Matando insectos e plantas estamos a matar os animais que dependem deles. Conheço uma horta cheia de caracóis e ácaros onde as alfaces e as couves são esburacadas mas deliciosas. Disse-me a dona, Belmira Cosme: “Tem de dar para todos. Senão como é que havia de ser?”

    https://www.publico.pt/2019/03/28/o...3DH_KgXc1ds9wnJhvW7TOXNnjuoRuuQIPdFYEzXM07vKo

    Uma crónica para ler e reflectir, muitas pessoas nem sequer pensam nas suas consequencias, e nas malditas pulverizações com herbicida, que fazem da forma tão natural como beber água, estas são na maioria já pessoas de idade avançada, e quem irá sofrer com isto na prática são as gerações mais novas.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    RStorm e luismeteo3 gostaram disto.
  14. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,116
    Local:
    Torres Novas(75m)




    "Este mapa mostra o movimento de uma águia ao longo de um período de vinte anos. ele tinha o tracker instalado na Rússia e finalmente morreu vinte anos depois no vale da criança na Arábia Saudita. É muito interessante ver o quão longe esta águia viajou ao longo dos seus vinte anos de vida e as grandes distâncias que percorreu atravessando muitos países. Também o que é interessante para nota é o caminho em que evitou atravessar o mar. Você pode claramente ver onde levou a rota mais longa só para ficar voando sobre a terra. Muitas espécies de aves passam toda a vida voando sobre o mar, mas uma coisa é certa e é que esta águia certamente evitou atravessar o mar. ..... natureza ".

    Muitos milhares de quilómetros percorridos por esta águia...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    bandevelugo, MSantos e luismeteo3 gostaram disto.
  15. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    14,274
    Local:
    Fatima

Partilhar esta Página