Biodiversidade

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por psm 15 Nov 2008 às 20:50.

  1. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)

    Há grandes carvalhais também nas zonas pertencentes aos concelhos de Montalegre e Melgaço .
     
  2. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)

    Eu queria citar o Bonelli .
     
  3. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)


    Mas há muita espécies nativas que foram prejudicadas pela plantação maciça de coníferas , as espécies da zona foram simplesmente destruídas para plantar pinheiros e eucaliptos . Na minha zona continuam a nascer carvalhos ( e azevinhos também ) um pouco por todo o lado .
     
  4. irpsit

    irpsit
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    2,322
    Local:
    Inverness, Escocia
    Concordo com todos vós.

    Os dois grandes problemas são de facto o fogo e a plantação exagerada de monoculturas de eucaliptos e pinheiros.
    A conservação ecológica em Portugal têm melhorado, mas ainda deixa MUITO a desejar.

    Acho que se tivéssemos os carvalhais de volta à maioria do país, não só teríamos uma paisagem absolutamente fantástica, óptima para o turismo, como muito mais biodiversidade, e podíamos ter isso a par de mais sustentabilidade na indústria da madeira.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Névoa e james gostaram disto.
  5. boneli

    boneli
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Jan 2008
    Mensagens:
    871
    Local:
    Braga. Lomar
    Eu entendo o que dizes. O que eu digo é o reflexo do que ouço de pessoas que sabem mais do que eu nomeadamente Biólogos e a minha própria experiência de Bombeiro nos últimos 15 anos.

    Toda a gente diz que conhece o Gerês desde pequeno. Pois também eu e de facto há melhorias em alguns aspetos, no entanto o Gerês é muito mas muito mais do que a mata da Albergaria!!!!

    Se ao andarmos por lá e vemos mimosas por todo lado a crescer de forma gritante algo se passa!! Os grande incendio que houveram nessas encosta e foram até as pedras brancas e entrada do parque de Vilarinho das Furnas....o grande incêndio que houve na Serra Amarela, para não falar na zona da Peneda (vou ficar por aqui), Lindoso, Cabril zona de Montalegre, etc acentuou mais esta questão das mimosas. Algo tem de ser feito. Têm noção dos milhares de hectares que arderam no parque nos últimos 5 anos???? Mais de 20 000 hectares...e só com muito esforço é que conseguiu-se parar o avanço na mata da Albergaria. Se o parque tem uma área de cerca de 80.000 hectares é só fazer contas e fico-me por aqui. Mimosas é para continua e ficar...num parque dito nacional.

    Relativamente à questão de o Parque ser Parque Nacional ou não quem me falou foi uma equipa de biólogos que conheço e nos meus tempos livres acompanho na monotorização de mamíferos e anfíbios juntos das barragens, num estudo pago pela EDP. Eles são bem claros no que dizem. "O Gerês já não é o que era" e dizem mais que Montezinho a nível de preservação do património Natural já passou o Gerês.

    Se se investiu mais? Acredito que sim...mas isso é relativo muito relativo.
     
    Névoa gostou disto.
  6. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    993
    Local:
    Baião
    O Problema não é o fogo, mas sim a falta dele...
    o problema foi e é a ausência de gestão do fogo num território de pastoreio...ora assim os incêndios fazem o seu percurso...fogo e incêndios florestais são completamente diferentes!
    O ICNF não tem uma estratégia para combater invasoras nem para gerir o fogo...esse é o verdadeiro problema! A diminuição, pensada e ideológicamente fundamentada, da presença do estado na gestão do território esta a ter os seus "belos" frutos...enfim...
    Outro exemplo, a meu ver mais preocupante, é a presença da haquea picante (vulgo pica burros)...ja está no Marão/Alvão e ás portas do parque nacional pg...futuro negro este que a conservação da natureza tem a sua frente, infelizmente!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
    Já nos anos 90 existiu um projeto de erradicação das mimosas , começou mas parou pouco tempo depois , muito à portuguesa .
    Há dois tipos de " Gerês " , o turístico , este sim com grandes problemas de pressão humana e o selvagem , com problemas ao nível de fogos .

    Na minha opinião , em ambos os casos , o grande problema é a falta de meios de vigilância .
     
    Névoa gostou disto.
  8. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,976
    Local:
    Porto
    As mimosas seriam problemam resolvido em poucos anos se houvesse vontade política e dinheiro. Isto deveria ser tratado como o ébola.

    Lista de plantas invasoras. Quem plantar, seja onde for, tem multa. Planos de erradicação coordenados com as freguesias. Os proprietários seriam avisados por edital que no dia tal haveria «limpeza». Herbicida para cima e questão resolvida.
     
  9. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,976
    Local:
    Porto
    Quantos aos eucaliptos...

    Não sou especialista no tema mas li há uns tempos que no médio e longo prazo Portugal teria um problema com a exportação desta madeira e da pasta de papel... Os BRICS estão também a fazer plantações de eucalipto, caso do Brasil e da Ìndia, vendem a preços muito mais baixos...

    Se há investimento que deveríamos fazer... seria sim no sobreiro! Trata-se de uma árvore que é espontânea em quase todo o território continental e parte do seu habitat, especialmente na zona Centro, está ocupado com pinhal e eucaliptal. E por que motivo defendo o sobreiro? O petróleo barato acabou e a cortiça é um material com futuro! E poderíamos produzir muito mais cortiça.

    E também poderíamos produzir no futuro madeiras nobres como a madeira de carvalho, de forma sustentada... com uma vantagem, os carvalhos não precisam de acções de reflorestação, basta limpar os terrenos de infestantes e espalhar manualmente bolotas...

    «De modo que este país da vinha e da oliveira, das frutas magníficas e das flores preciosas, podendo oferecer no grandes mercados, com antecedência de bastantes dias, os produtos mais caros e mais raros, de maior procura e consumo, vive agarrado à miséria da sua cultura de cereais. Porque não a abandonará?»

    Parece que Salazar escreveu esta frase há quase um século.

    Durante décadas insistiu-se na questão do trigo. E assim se destruiu o solo de muitas serras.

    Agora o eucaliptal veio para substituir o trigo...
     
    supercell gostou disto.
  10. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    993
    Local:
    Baião
    Não é assim de forma linear...a questão do herbicida pode ser contrapoducente!
    Mas no caso da Mimosa (Acacia dealbata) o próprio descasque é bastante eficaz...e isso ja foi feito neste local referido do Gerês...o problema é a manutenção e vigilância!
    O estado demitiu se das suas "obrigações" e disseminação de linhas orientadoras...não cuida do que é dele quanto mais do que não é...
    a situação do ICNF é verdadeiramente catastrófica! Não ha uma estratégia...é gritante a incompetencia de quem dirige este organismo...assutador!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    supercell e frederico gostaram disto.
  11. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    993
    Local:
    Baião
    E acrescento ainda, infelizmente, que o eucalipto jamais sairá das nossas paisagens, jamais...mas pior é não haver uma estratégia para impedir que atinja novas áreas...aliás, este Governo liberalizou completamente as plantações do mesmo...à custa de um suposto desenvolvimento económico comprometemos o futuro da biodiversidade do país...e este governo que tanto critica a herança passada, esta a deixar algo que nem a um inimigo deixaria! Nesta matéria, este governo tem tido uma politica miseravel, miseravel mesmo!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    frederico gostou disto.
  12. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,976
    Local:
    Porto
    Sei que a Região Autónoma da Extremadura levou a cabo há uns anos um plano de erradição do eucalipto e os eucaliptais deram lugar a plantações de sobreiro e azinheira... aqui mesmo ao lado há outra mentalidade...
     
    james gostou disto.
  13. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
    Está praticamente concluída a barragem do Baixo - Sabor , um dos maiores atentados ambientais das últimas décadas em Portugal . E mesmo os seus benefícios económicos são no mínimo muito discutíveis .

    E mesmo violando grosseiramente diretivas comunitárias , a barragem teve o aval da Comissão Europeia , o que é algo inacreditável .

    Agora vêm com a proposta de criação de um Parque Natural Sabor - tua ( outro belo " serviço " ) , o que é uma inovação , primeiro destrói - se o ecossistema e depois classifica - se como parque natural .

    Enfim , é o país que temos , por alguma razão estamos na cauda da Europa . . .:facepalm:
     
    supercell, Thomar, MSantos e 1 outra pessoa gostaram disto.
  14. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
  15. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    9,584
    Local:
    Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
    Felizmente sobraram algumas dessas fantásticas sequóias, algumas com mais de 100m de altura! :)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página