Discussão e classificação de nuvens

Tópico em 'Aprendizagem e Formação' iniciado por Agreste 21 Fev 2008 às 22:57.

  1. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa

    Se a nuvem apresentava um ciculo (ligeiramente mais escuro) em torno do Sol limitado por uma espécie de irisação ténue - poderia ser o fotometeoro - Halo - surge com os Cirrostratos por refracção da luz solar, nos cristais hexagonais do gelo da nuvem.
    Em outros tipos de nuvens ocorrem outros fotometeoros (com irisação ou não)mas só vendo...
    Cumps
     
  2. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    Trata-se de um cumulo em desenvolvimento...podendo dar origem (ou não) a Cumulonimbo, dependendo de vários factores sendo o principal as condições de instabilidade da massa de ar onde se manifesta.
    Cumpts
     
  3. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Vou colocar aqui duas fotografias de 22 de Março no Alentejo.

    [​IMG]


    Estas fotos mostram um tipo de nuvem caótica por vezes espectacular que é característica da gust front/outflow boundary de uma trovoada, uma mesofrente de ar frio provocado pelo avanço do ar arrefecido gerado pela corrente descendente (downdraft) com precipitação de uma célula que progride contra ar mais quente formando estas nuvens. A sua presença neste local indica obviamente o fim da trovoada ali, mas por vezes é o próprio avanço desta mesofrente que pode servir para ajudar a disparar outro foco convectivo mais à frente numa zona onde exista potencial.

    A minha pergunta era a seguinte. A este tipo de céu e nuvens caótico chamam em inglês «Whale's Mouth», Boca de Baleia, quando somos envolvidos por estas nuvens estamos na boca da baleia. Haverá alguma designação em português ? Ou mesmo uma expressão na gíria popular ?


    [​IMG]
     
  4. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    Questão interessante!
    Apenas posso dar a minha opinião.
    Não existe em Português qualquer expressão que corresponda ao céu caótico que apresenta.
    As nuvens são uma "visualização" da atmosfera num dado momento, num local, a dada altitude. Permitem-nos tirar conclusões muito importantes, sobre o grau de humidade do ar, sobre o grau de estabilidade da massa de ar, se a sua génese é autónoma ou complementar de outra, se é devida a efeito local ou se é advectada, etc...
    Um cumulonimbo, como visualização da convecção existente na massa de ar...depende da sua intensidade e extensão. Por exemplo nos Trópicos os cumulonimbos estendendo-se até à tropopausa podem apresentar espessuras superiores a 13 km...na massa de ar Polar, raramente ultrapassam os 6 km...no entanto, para além da espessura da núvem, é fundamental a intensidade dos movimentos verticais e o conteúdo em água (vapor) da massa de ar, pois as mudanças de estado e as energias em jogo (muitas vezes espectaculares) são determinantes nos fenómenos Meteorológicos, da escala local, que podem ocorrer...Trovoada, Granizo, Tromba, Rajada de Vento...etc
    Podemos dizer que, num cumulonimbo, estamos perante um "Museu de Nuvens"...mas nem sempre estão todas representadas.

    Cumpts
     
  5. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,382
    Local:
    Montijo/Lisboa
    Eu vou ser sincero, e podem-me apedrejar se quiserem! :D

    Para mim, tirando as classes e sub-classes mais básicas e lógicas das nuvens, acho um pouco sem interesse ou sem grande utilidade fazer tanta classe de sub-classe de "micro-classe" de nomes de nuvens, se me faço entender..
    :p

    Há 1001 formas de nuvens, todas elas com génese e aspectos distintos, que me parece mais um passatempo entrar tanto ao pormenor..

    Desculpem se a minha opinião é muito redutora.. Mas na prática, acho que só leva a confusões entrar em nomes tão específicos, até porque acho que.. É sempre muito discutível afirmar que uma nuvem é cumulo-isto-aquilo-e-mais-aquilo-genitus e não um cumulo-isto-aquilo-e-menos-aquilo-congestus...
    Entendem o meu ponto de vista? :D:p

    PS: essas nuvens estão fantásticas, o ano passado não me lembro se em Setembro ou Outubro houve umas assim vindas de Leste em toda a zona de LX, mas que pouco deram, estavam realmente na sua fase final..
    Apenas umas rajadas, uma ou outra descarga, e umas gotas.. Pouco mais..
    Acho que se devem lembrar, deve haver fotos aqui, lembro-me de as ver..
    Mas apesar de pouco darem, foi dos céus mais fantásticos que já vi em Oeiras..
    Fascinante mesmo! :shocking:
     
  6. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    Para quem gosta de Meteorologia, não deve despromover o que conhece mal.
    É como dizer-se: ..."só me interessa da Meteorologia, saber se chove ou se faz Sol amanhã!..." devemos ser mais abrangentes e exigentes com o saber.
    A nebulosidade é, numa observação meteorológica, de grande importância... sabendo ler a nebulosidade - Porção de céu coberto, altitude ou níveis das nuvens (andar - alto, médio, baixo ou de vários andares) tipo de nuvem (estratiforme ou cumuliforme), estado de maturação da nebulosidade cumuliforme...etc.. Saber ler as nuvens é como percorrer a NET. Primeiro com algum esforço aprende-se e depois frui-se...garanto que é aliciante...mas nunca com pedras...

    Cumpts
     
  7. psm

    psm
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Out 2007
    Mensagens:
    1,509
    Local:
    estoril ,assafora



    Não percebo o que quer dizer no post "...mas nunca com pedras..." ?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa

    Apenas me referia à sua frase ..."Eu vou ser sincero, e podem-me apedrejar se quiserem!"...

    O que pretendia dizer: Dialogar, conversar...concordar e também discordar...mas sempre meteorologicamente civilizados - sem pedras...

    Cumpts
     
  9. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,382
    Local:
    Montijo/Lisboa
    A das pedras foi uma brincadeira, era uma maneira de dizer, pois sabia que o meu comentário provavelmente ia ser mal aceite por várias pessoas.. ;)

    "A nebulosidade é, numa observação meteorológica, de grande importância... sabendo ler a nebulosidade - Porção de céu coberto, altitude ou níveis das nuvens (andar - alto, médio, baixo ou de vários andares) tipo de nuvem (estratiforme ou cumuliforme), estado de maturação da nebulosidade cumuliforme...etc.."

    Mas em momento algum disse que era irrelevante o tipo de informação acima referido, pelo contrário, isso é a base. Indispensável.. Nem muito menos disse que conhecer a nebulosidade e caracterizá-la era desinteressante.. Não.. É ÓBVIO que é ESSENCIAL!

    Só comentei, que a meu ver, talvez se exagere um bocado a partir de certo ponto de distinção de nuvens, quando se entra em "sub-sub-sub-sub-categorias"! E volto a dizer, que essencialmente porque as acho muitas vezes duvidosas e fáceis de confundir.. E acho que isso, por menos conhecedor aprofundado que eu seja dos nomes mais específicos que são dados a certos tipos de nuvens, acho que têm de concordar, que é muitas vezes imensamente ambíguo ou duvidoso!
     
  10. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Ainda a propósito da Boca de Baleia, encontrei no fórum uma fotografia do Luis Rosa tirada no aeroporto de Faro no dia 18 de Fevereiro 2008 (dia das inundações em Lisboa e Setúbal) que é uma verdadeira foto de compêndio para descrever o tipo de situação/nuvem em que por vezes atrás da gustfront as nuvens ficam com este particular aspecto a que dão o nome de «Whale's Mouth».

    Ora vejam lá se depois de olharem para a foto não percebem logo de onde veio o nome boca de baleia :D

    [​IMG]
    Aeroporto de Faro 18/02/2008 (c) Luis Rosa



     
  11. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Eu penso que neste caso e noutros não será tanto dar nomes a nuvens mas mais a situações, neste caso uma situação particular duma gustfront que nem sempre se verifica deste modo, acontece apenas conforme a temperatura dum lado e doutro da gustfront. É mais fácil dizeres a alguém, olha, estou aqui com esta situação X do que não teres um nome para descrevê-la. Nisso os americanos são muito práticos, dão nome a tudo, e como sabes, em Portugal é o contrário, dá ideia que o léxico meteorológico português parou nos anos 50 e que tudo se resume a anticiclones, frentes e depressões. Sabes bem há inúmeros termos técnicos da área que nem existem em português e na nossa literatura cientifica acabam por usar muito inglês. Se vires literatura cientifica brasileira da área de meteorologia vês que até os brasileiros estão melhor do que nós pois vão fazendo um maior esforço para traduzir para português determinadas terminologia.
     
  12. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,382
    Local:
    Montijo/Lisboa
    Sim Vince, eu entendo o que queres dizer, e concordo até certo ponto!
    Claro que é prático ter nomes como esse da "baleia" para identificar coisas, práticas concretas! Isso temos uma grande falha na nossa língua ao nível da meteorologia! Sem dúvida.. Não é preciso chegar às nuvens, basta lembrar da neve, sleet, saraiva e as 1001 confusões que geram..
    ;)

    Referia-me era mais a especificidade em nomes tão concretos, no sentido mais "técnico".. Porque continuo a dizer que é em muitos casos duvidoso ou ambíguo..
    Somente isso..
     
  13. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    Penso tratar-se de Altocumulos, definindo o fluxo ondulatóro associado à orografia da região...se for o caso, será uma variante de Altocumulos lenticulares...para quem observa, não há deslocamento da nuvem...dá-se a condensação na fase ascendente do fluxo e uma evaporação na fase descendente...pela fotografia, só por si, não dá para concluir.
    Cumpts
     
  14. psm

    psm
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Out 2007
    Mensagens:
    1,509
    Local:
    estoril ,assafora
    Elas são sobretudo estratos undulatus, e venho pôr aqui 2 links muito interesses ao nivel cientifico, e é acerca dos ventos fortes que acontecem nesta região e que a eles estão associados este tipo de nuvens que são os estratos que se subdividem em mais generos de...


    http://oiswww.eumetsat.org/WEBOPS/iotm/iotm/20050608_karman/20050608_karman.html



    http://oiswww.eumetsat.org/WEBOPS/iotm/iotm/20030806_vonkarman/20030806_vonkarman.html


    Está aqui uma grande definição de nuvens.



    http://html.rincondelvago.com/tipos-de-nubes.html
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página