Floresta portuguesa e os incêndios

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por frederico 20 Jul 2010 às 22:23.

  1. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    944
    Local:
    Baião
    Devem é as instituições locais/centrais e as organizações de produtores florestais serem proativos!
    Irem ao encontro do Pastor de 70 anos que não tem sequer telemóvel, ou do Idoso de 80 anos que nem TV vê, ou do Emigrante que não conhece a realidade local já...e formarem nos quanto ao uso do fogo...isso sim, mitiga o numero de ignições!
    Agora, proibir ou licenciar queimas por decreto? Numa plataforma geria por um gabinete em Lisboa?
    Queriam o quê? Milagres...ora ora, pensem que a vida no mundo rural não começa num ecrã de um portatil, nem acaba no facebook...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    MSantos, Ricardo Carvalho e Pedro1993 gostaram disto.
  2. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,112
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Atençaõ que não estou a falar em queimadas ou focos de incendio controlados, para redução de matos, aí sou de acordo, agora em terrenos meramente agrícolas, acho que o uso do fogo para queimar umas dúzias de ramos de oliveiras, acho que não faz sentido.
    Imagima um agricultor, que viva exclusivamente da agricultura, a juntar, e a fazer a queima de 20 ou 30 montes, quantas horas de trabalho, isso não lhe vai levar, e o preço das suas horas, que rendimento é que ele não tem de tirar do seu olival.
    Agora pensa que um tractor com um destroçador acoplado a um tractor faz este trabalho todo, em pouco tempo.
    Hoje em dia, a agricultura ou é apenas de complemento para as pessoas mais idosas, que tem a sua reforma, ou para os mais novo, tudo isto tem de estar me "cima da mesa", porque se não ainda existe mais terrenos abandonados, e esses sim, não dão qualquer proveito, a não ser cinegético, e são o grave problema para os incendios.
    Eu gosto de ver o trabalho que esta entidade tem feito, com o uso do fogo na gestão das suas propriedades, e tenho aprendido muito, mas isto são para terrenos com dezenas de hectares, não para terrenos com poucos m2, o que é o que se ve mais pelo nosso país fora.
    Eu sei bem que o fogo sempre fez parte da nossas florestas mediterraneas, só que hoje em dia a intensidade e combate ao fogo são de grandes dimensões, devido ao acumulado de metéria seca.
    Basta vermos o que se passa num eucaliptal, quando são cortados para venda, no chão fica todas as ramagens, que poderia ter outro uso.
    Eu conheço uma empresa que durante todo o ano recolhe esses sobrantes para usar no forno de cozer pizzas, aqui na cidade de Torres Novas.

    @AJB, tocas-te aí num ponto certo, os pastores antigamente criavam uma enorme dinamica pelos terrenos onde passavam, pois iam fazendo o desbaste de árvores para os animais comerem durante o verão, e ainda recolhiam toda essa lenha, para usar no seu aquecimento, ou para cozer o pão, infelizmente tudo isso se perdeu hoje em dia.

    https://montisacn.blogspot.com/2019...h3dQaXydDg1VwnciW-UduoxDoOASR21pwMICEryP5g01Q
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #1832 Pedro1993, 26 Mar 2019 às 16:19
    Última edição: 26 Mar 2019 às 16:25
    Ricardo Carvalho e luismeteo3 gostaram disto.
  3. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    6,112
    Local:
    Torres Novas(75m)








    Uma acção de louvar por parte da Camara Municipal de Alcanena, e por todas as entidades envolvidas no simulacro "Aldeia segura", pois normalmente este tipo de acções é mais usual em aldeia que estejam isoladas no meio da floresta no interior do nosso país.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3 gostou disto.
  4. Ricardo Carvalho

    Ricardo Carvalho
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Jul 2015
    Mensagens:
    1,558
    Local:
    Azeitão/Sesimbra
    Realmente somos muitas vezes atraiçoados pela memória!:intrigante: Lembras.te assim de cabeça de alguma ocorrência nesta altura do ano que tenha tido tantos operacionais no terreno?! Era a isto que me referia , e não ao número de ignições e hectares consumidos em outros anos na mesma altura do ano! Já sabemos que estatisticamente Março é uma ano péssimo a nível de ignições, grande parte delas fruto das queimas de sobrantes!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    944
    Local:
    Baião
    Devem é as instituições locais/centrais e as organizações de produtores florestais serem proativos!
    Irem ao encontro do Pastor de 70 anos que não tem sequer telemóvel, ou do Idoso de 80 anos que nem TV vê, ou do Emigrante que não conhece a realidade local já...e formarem nos quanto ao uso do fogo...isso sim, mitiga o numero de ignições!
    Agora, proibir ou licenciar queimas por decreto? Numa plataforma geria por um gabinete em Lisboa?
    Queriam o quê? Milagres...ora ora, pensem que a vida no mundo rural não começa num ecrã de um portatil, nem acaba no facebook...
    O numero de operacionais esta ligado intimamente à percepção de perigo e não ao perigo real!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    4,801
    Local:
    Loures | Rio Tinto
    Tens aqui um de 2012 que na altura do post contava com 449 operacionais.

    -> https://www.meteopt.com/forum/topico/seguimento-incendios-2012.6345/pagina-2#post-323043
     
    Ricardo Carvalho gostou disto.
  7. Ricardo Carvalho

    Ricardo Carvalho
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Jul 2015
    Mensagens:
    1,558
    Local:
    Azeitão/Sesimbra
    Totalmente de acordo, mas não em Portugal de certeza! Contudo volto a referir, não me recordo de uma ocorrência no mês de Março que tenha tido a presença de tantos operacionais no TO, dai depois da tua afirmação, te perguntar se te lembravas de alguma, não fosse a minha memória estar a atraiçoar.me! Mas também é pouco relevante, foi um cometário naquele momento em que o TO estava constantemente a ser reforçado :thumbsup:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. slbgdt

    slbgdt
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    31 Jan 2015
    Mensagens:
    274
    Local:
    Barcelos
  9. Ricardo Carvalho

    Ricardo Carvalho
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Jul 2015
    Mensagens:
    1,558
    Local:
    Azeitão/Sesimbra
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Duarte Sousa gostou disto.
  10. slbgdt

    slbgdt
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    31 Jan 2015
    Mensagens:
    274
    Local:
    Barcelos
    Está mais ligado a disponibilidade e terreno.
    Não se consegue ter 600 bombeiros a norte.
    Não há acessos para tal no terreno montanhoso nem há tal disponibilidade de meios.

    Por exemplo mais de 100 bombeiros em Braga pressupõe meios externos ao Distrito, em Viana mais de 70 a mesma coisa
     
  11. DaniFR

    DaniFR
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    21 Ago 2011
    Mensagens:
    1,777
    Local:
    Coimbra (75 m)
  12. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    944
    Local:
    Baião
    Quantos queres do Distrito do Porto em qualquer altura do ano?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. dahon

    dahon
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    1 Mar 2009
    Mensagens:
    1,401
    Local:
    Viseu(530m)/Coimbra
    É engraçada a reacção de quem grava o video. Ter eucaliptos próximos de habitações e que não cumprem a distância à estrada e à própria habitação não há problema, já os cabos eléctricos que muito provavelmente já lá estavam, tendo em conta o tamanho dos eucaliptos, isso é que já é problemático.
    Aqueles eucaliptos já devem estar em contacto com a linha pelo menos há vários meses, pois tiveram que desgastar o isolamento completamente. Assim sendo teria sido do interesse de quem ali habita contactar a EDP Distribuição a informar da situação antes de isto acontecer.
     
    Pedro, Ricardo Carvalho e luismeteo3 gostaram disto.
  14. slbgdt

    slbgdt
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    31 Jan 2015
    Mensagens:
    274
    Local:
    Barcelos
    Falei em 2 distritos que conheço bem.
    Daí referir a diferença de disponibilidades ser o principal factor no número de meios
     
  15. AJB

    AJB
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    5 Mar 2009
    Mensagens:
    944
    Local:
    Baião
    Mobilizam se muito facilmente inter distritos...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página