Seg. Previsão do Tempo e Modelos - Novembro 2014

Tópico em 'Seguimento Meteorológico' iniciado por Ruipedroo 29 Out 2014 às 16:33.

  1. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    9,871
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    geadas na próxima semana assim que o vento de nordeste acalme, algo que o GFS tenta mostrar. A geadas do final da próxima semana podem-se notar. :)

    Geada, sincelo, neblina matinal...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    guisilva5000 e StormRic gostaram disto.
  2. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    12,513
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Penso que o núcleo depressionário a sul não vai conseguir formar-se. Na análise das 12h está já definido o núcleo junto à Galiza mas a sudoeste ainda não.
    [​IMG]

    o campo da pressão parece estar a subir generalizadamente, principalmente no norte. Apenas a zona do Alentejo não segue essa tendência.
    [​IMG][​IMG]
     
    #452 StormRic, 28 Nov 2014 às 16:44
    Última edição: 28 Nov 2014 às 18:01
    guisilva5000 gostou disto.
  3. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Não, até está mais vincado a sul nas últimas saídas, torna-se dominante, parece um pouco mais intenso que o previsto ontem.

    GFS: http://modelos.meteopt.com/gfs/gfs_pi_g500_018.png?ver=2014112818
    WRF: http://modelos.meteopt.com/wrf/wrf_eu_v10m_022.png?ver=2014112817
    ECM: http://www.ipma.pt/resources.www/da...qfMrXjCnqaOumEQhWYM/51002_20141128_00_021.gif

    As cartas do MetOffice são baseadas no modelo deles UKMO, e essa carta é para as 12z, provavelmente a carta das 00z já mostra o centro mais a sul.

    Nas imagens de satélite até já se vê essa progressão, a formar-se alguma circulação alongada que vai migrando para sul.
    Deve dar uma madrugada animada no Sul, há as naturais diferenças entre modelos, com uns a passarem tudo ao largo à tangente, outros a entrar por terra.
     
    luky e StormRic gostaram disto.
  4. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    12,513
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    No entanto a coexistência dos dois núcleos tão marcados é que não chegou a acontecer.

    Nem os 979 hPa me parece que venham a ser atingidos.
     
    #454 StormRic, 28 Nov 2014 às 18:28
    Última edição: 28 Nov 2014 às 18:43
  5. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    12,513
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Bizarra esta situação, pressões tão baixas para o que é usual e sem reflexo no vento nem na precipitação, o tal "pântano"?
    [​IMG][​IMG][​IMG]

    mesmo no sul a pressão está a subir.
     
    DaniFR, Aristocrata e guisilva5000 gostaram disto.
  6. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Um clássico exemplo já falado muitas vezes por aqui ao longo dos anos de como pressões muito baixas só por si não dizem muito, não equivalem de imediato a uma grande tempestade de vento algures. Tudo depende dos gradientes, como estão distribuídos, comprimidos, da rapidez com que que a pressão desce. Neste caso houve vários núcleos depressionários sucessivos que foram criando uma zona muito alargada de baixas pressões, de forma bastante gradual.

    Desta vez foi assim, calhou, há já muitos dias atrás um modelo chegou a prever as coisas de forma muito mais perigosa, a fazer lembrar um pouco a ciclogenese explosiva de 1997, em que uma segunda "onda" do Jet se acoplava a uma baixa a sul de forma explosiva. Mas as diferentes "peças" do "tabuleiro" atmosférico foram evoluindo de outra forma, felizmente.

    De qualquer forma, é um evento de baixas pressões a merecer a guarda de registos, meteorológicamente interessante, pouco usual.
     
  7. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)


    Eu arriscava mesmo dizer que é uma situação nunca vista .

    Desde que eu faço registos , não me lembro de uma situação como esta : descida acelarada da PA , queda de quase 40 hPa ( ! ! ! ) em pouco mais de 24 horas e depois nada , quase não apareceu nem a chuva nem o vento . :disgust:
     
    guisilva5000 gostou disto.
  8. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    12,513
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Quanto ao vento concordo que é facilmente explicável por nos situarmos fora das áreas de gradientes elevados de pressão. Para mim o mais invulgar é a precipitação quase ausente durante tão largo espaço de tempo e de área.

    Aquela grande bolsa de ar pós-frontal, com pouquíssima instabilidade não é muito usual.
     
  9. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    12,513
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Satélite IR das 18h. Só no extremo sul as células conseguiram atingir o litoral:
    [​IMG]
     
    guisilva5000 e vamm gostaram disto.
  10. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,541
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)

    Eu também acho que a descida da PA só por si não quer dizer tudo . Contudo , a descida acentuadíssima e rápida para não se registar quase nada ( pelo menos aqui na minha zona ) que se verificou considero altamente invulgar .
     
  11. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    A queda de pressão num determinado local não é o que importa, é claro que este foi um exemplo radical, o que só por si é didáctico, para guardamos para mais tarde.
    Mas a queda de pressão que interessa é no centro de uma depressão, se tivesses a pressão no centro da depressão a cair 30 ou 40hpa em 24 horas, garanto-te que isso dava um estardalhaço enorme algures, que até podia nem ser aqui. Reparem que algum pântano de baixas pressões já veio assim do Atlântico de há dias atrás, quando chegou aqui, o Jet é que depois foi "cavando" mais um pouco, no que já era baixo, mas não de forma explosiva.
     
    Aristocrata, StormRic e james gostaram disto.
  12. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    12,513
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Entretanto a análise das 18h até nem ficou tão diferente do previsto como eu pensava: 987 hPa a norte (o valor na carta está errado, claro) e 983 hPa a sul, talvez ainda passe perto dos 979 ao rodar para sueste.
    [​IMG]

    E nota-se as linhas de instabilidade a manterem-se algo afastadas, especialmente do litoral oeste.
     
    Aristocrata e vamm gostaram disto.
  13. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    9,871
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Os principais modelos às voltas com uma baixa parasita e as altas pressões dos Açores...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    9,871
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    o Europeu tem uma clássica situação de neve em cotas baixas... isto se tivessemos frio na Europa, coisa que não temos.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. jonas_87

    jonas_87
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    11 Mar 2012
    Mensagens:
    16,021
    Local:
    Alcabideche, Cascais - cota 119 mts
    Eu bem estou a espero disso, nesta ultima saída do ECMWF, foi cortado o frio, e que corte, esperemos que o GFS não vá atrás...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página