Agricultura

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por Agreste 11 Mar 2014 às 12:39.

  1. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Há anos assim, em que as ameixoeiras simplesmente frutificam mais que no ano anterior. Mas também pode dever-se a que não tenha ocorrido chuva na floração (naqueles 2-3 dias em que ocorre polinização).

    Este ano tive mais cuidado com as ameixoeiras (rainha cláudia) que plantei há 3 anos, pois foram atacadas pelo piolho no ano passado, o fruto caiu e pouco cresceram. Este ano estão bem saudáveis, com crescimento notável.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Dan, jonas_87, Thomar e 1 outra pessoa gostaram disto.
  2. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Os limoeiros produzem sempre mais do que precisamos.

    Iniciei produção de morango (variedade diamante) há 3 anos, praticamente sem custos:

    - mar 2013: 1 planta comprada e plantada junto a uma nascente. Obtive talvez entre 0.5 a 1kg de morangos.
    - nov 2013: 160 pés plantados, todos filhos (estolões) da planta original, portanto sem custos acrescidos.
    - dez 2014: 240 pés, dos quais mantive 80 do ano anterior e plantei novos 160 dos estolões novos.

    Esta variedade tem boas características (tamanho, sabor, doce), e no local onde tenho apenas rego aos fins de semana. Em 2014 colhi morangos entre 03 de maio e 23 de novembro, tendo rendido 60kg.

    Este ano comecei a colher morangos no 01 de maio, portanto sensivelmente à mesma data. Só na última semana colhi 12kg contra os 4,7kg da mesma semana no ano passado.

    Faço uma estatística, para compreender melhor a produção, floração / frutificação, no que respeita a outras variáveis: chuva/regas, insolação, temperatura média.. Acho divertido conjugar meteorologia com agricultura, aprendemos muito com as plantas!

    Em paralelo, tenho melancias, melões e meloas. As plantas ainda estão sem grande desenvolvimento, meio adormecidas, algumas com certo sofrimento pois não gostam de temperaturas frescas (em especial à noite), o ideal é Tmin>16C e Tmáx entre os 25C e os 34C.

    Tenho também mirtilos (bluecrop, duke, legacy e outra variedade). Em C.Branco uma das variedades de mirtilo já tem 2 ou 3 bagos a mudar de cor, a vergar com muitos frutos, pois já tem 1,4m de altura (4 anos de idade após plantação).
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Garcia, Dan, jonas_87 e 2 outras pessoas gostaram disto.
  3. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,034
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Sim, já os mais antigos costumavam dizer que nao é bom chover durante a floração. O piolho, e lepra dos pessegueiros é sempre chato porque atrasa o desenvolvimento normal da árvores, felizmente por aqui este ano a lepra nao foi em grande quantidade, tendo eles bem carregados de pessegos e como bom crescimento vegetativo. Conheço bem essa variedade da rainha D. Cláudia.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Dan, jonas_87, Thomar e 1 outra pessoa gostaram disto.
  4. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,034
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Sim, lá isso é bem verdade os citrinos, as laranjeiras e os limoeiros produzem sempre em grande quantidade, ainda tenho muitos quilos de limões para dar.
    Já vi que nos morangueiros nao consegui competir contigo. :)
    Acho interessante esses dados que tu vais apontando.
    Infelizmente os mirtilos e as framboesas ainda sao uma novidade, só descobri muita coisa sobre eles pela net, e por aqui ainda poucas pessoas tem e é só para consumo caseiro com eu.
    Os meus mirtilos ainda só os mudeis para a terra em fevereiro deste ano, mas antes já estavam num vaso, sao da variedade Darrow.
    E ainda tenho uma groselheira que comprei tambem esta primavera.
    Já me esquecia também das figueiras da índia, que nao sei se conhecem, os antigos plantavam para delimitação dos terrenos, e nem davam valor ao figo da índia.
    Breve coloco aqui umas fotos.
    Melancia tenho na minha horta, onde tenho um pouco de tudo, desde pepinos, courgettes, etc

    P.S- já estou a ver que também percebes deste assuntos dos pequenos frutos, como lhe chamam.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #64 Pedro1993, 22 Mai 2015 às 12:37
    Última edição: 22 Mai 2015 às 12:44
    Dan gostou disto.
  5. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Julgo ser muito positivo, aproveitar o tópico, para partilhar boas práticas nas diversas culturas.

    No fundo, o sucesso está ligado a vários ingredientes:
    - Adequação das variedades às condições edafoclimáticas (solo+clima)
    - Proteção contra condições meteorológicas adversas (vento, geada, alagamento dos solos..)
    - Medidas preventivas que minimizem ação de animais (javalis visitam a quinta para beber água) e aves (comem cereja, mas não comem morangos)
    - Rega na quantidade certa, à hora mais adequada para a cultura
    - Controlo de pragas e doenças
    - Evitar sempre que possível o uso de fitoquímicos, tendo em conta que as abelhas trabalham a nosso favor, assim como outros bichinhos.
    - Boas práticas culturais
    - Muito trabalho e dedicação.
    - Adaptar os tratos culturais à nossa disponibilidade

    Imaginem o meu caso:
    Tenho um pomar a 40km de distância (perto de Proença-a-Nova), sem água canalizada nem eletricidade. A nascente está ao mesmo nível do terreno das culturas. Como posso assegurar rega diária, se me desloco apenas 1 vez por semana para regar com motor?
    No tempo dos meus avós, construíram um tanque, para onde esgota a água da nascente, sendo aproveitada para rega com motor, pois o tanque está uns 2m abaixo do nível do terreno.

    Soluções:
    - Tenho um curral, situado uns 4m acima do terreno. Coloquei um depósito para recolher água da chuva.
    - Implementei um sistema de rega por gravidade, com gotejadores, alimentado a partir do depósito elevado. Mas como o gotejamento era contínuo, tive de adotar outra solução: coloquei uma válvula programável de rega (daquelas de 35EUR com pilha de 9V), mas não funcionou como pretendia. Precisava de 5m de elevação (0.5bar de pressão), como resolvi? Elevei o tubo do depósito até chegar aos 5m de altura, depois desci à válvula e aspirei o tubo, para ficar ferrado (cheio de água), assim com uma coluna de água de 5m tinha 0.5bar garantidos (apesar do deposito estar a 4m de altura máxima) e a válvula arrancou logo com a programação da duração e frequência de rega. Tenho assim tudo regado diariamente, sem preocupações, com poucos custos.

    Desvantagens:
    - O caudal da rega, com tubo de 16mm, apenas me dá para uns 60m de tubo (com uns 80 gotejadores), pois dado o comprimento da rega, quando termina o tempo, pouco regou na extremidade. Tive que fazer uma bifurcação à saída da válvula (para equalizar), mas ainda não é a solução ideal.

    A solução ideal para mim, era um sistema com painel solar + bateria + bomba submersível + interrutor horário, mas nunca me ficava por menos de 200EUR.

    Como veem, existem variados assuntos para este tópico, espero que colhamos frutos da troca de experiencias! :)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Dan, Thomar, AnDré e 2 outras pessoas gostaram disto.
  6. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Aponto no Excel, com gráficos e tudo! :)

    Relativamente aos morangos, é mais fácil do que parece! Eles querem Sol para frutificar, terra não muito compactada e fertilizada, rega (dia sim, dia não), mas com boa drenagem.

    Algumas notas:

    1) Prefiro renovar as plantas todos os anos.

    Plantas novas, têm menos folhagem, logo recebem mais insolação e passam menos sede (quanto mais folhas têm, mais perdem água). Produzem frutos maiores e começam a produzir mais cedo, e eliminamos a hipótese de propagar doenças do ano anterior.

    2) A terra deve ser cavada todos os anos, pois as plantas esgotam os recursos.
    A incorporação de matéria orgânica (folhagens) é positiva, já o adubo deve ser do tipo adequado, na quantidade certa e nos momentos certos, senão vai prejudicar as raízes do morangueiro, ou fazer crescer quando não deve. Ainda estou a experimentar, mas tenho usado adubo azul NPK: 12 + 8 + 16 (+3 +25).

    3) Prefiro plantar variedades dias longos, logo a partir de outubro / novembro. Assim na primavera estão já bem desenvolvidos, para iniciar floração.

    4) Planto no cimo de cambalhões, para que a água da chuva ou da rega, não alague os frutos, evitando o apodrecimento.
    Uso um espaçamento de 33cm para assegurar melhor insolação, pois no Verão estarão cobertos de folhagem abundante e tocam
    uns nos outros.

    5) Ao colher os frutos, aproveito para retirar as folhas velhas ou aquelas que comecem a apresentar manchas avermelhadas,
    para evitar propagação de doenças, e porque essas folhas velhas já de nada servem, perdem água por evaporação!
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    DaniFR, Dan, Thomar e 3 outras pessoas gostaram disto.
  7. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,034
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Sim, eu também costumo renovar os morangos todos os anos, e as regas também é dia sim dia não, rego alguns de gota-a-gota, onde estão mais concentrados, e outros rego manualmente. Como fertilizante para os morangueiros, e para as restantes árvores que plantei este inverno, criando um pomar pequeno, cerca de 15 árvores, porque a água por aqui escasseia principalmente no verão, uso estrume de animais como de cavalo, cabra e galinha, mas na dose certa para "queimar" as raízes e nunca se deve meter logo em cima delas.
    Também planto em cima de camalhoes, com cobertura de palha ou caruma de pinheiro, para evitar a evaporação e vai apodrecendo, criando matéria organica, o mesmo faço nas caldeira das árvores, regando só semanalmente porque ainda são novas.
    Essas árvores de fruto fora todas enxertadas por mim e pelo meu pai, em outras árvores silvestres, mas compatíveis, só comprei no mercado semanal duas cerejeiras que tem crescido a olhos vistos, uma é preta e outra vermelha, por causa da polinização.
    Comprei ainda um pessegueiro paraguaio, daqueles achatos como ve nos supermercados á venda, mas está um pouco atrasado no crescimento.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Paulo H gostou disto.
  8. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Verifico que o trato cultural que praticas nos morangueiros é o mais correto!

    Também tenho árvores, na maioria cerejeiras ainda novas, de variedades diferentes (amadurece 1 por semana, desde 15 maio até ao fim de junho), embora já tenha colhido 2kg de cereja na semana passada da variedade Big Burlat (também fica preta, de pé curto (pecíolo), tinta por dentro). Aprendi a enxertar com o meu pai! :) Agora tenho lá cerejeiras, pessegueiro, damasqueiro, nespereira, figueiras, ameixoeiras, oliveiras e ainda 2 castanheiros.

    De frutos silvestres, tenho groselhas vermelhas, groselhas pretas, groselha uva crispa, os morangos e os mirtilos.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro1993 gostou disto.
  9. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,034
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Muto bem, nao podemos deixar morrer as sabedorias dos mais antigos. As minhas cerejeiras ainda sao novinhas, ainda vao demorar a produzir, aqui por este lados nao se costuma avistar muitas cerejeiras, o clima daqui nao é muito favorável á produção.
    Eu tenho também uma groselha vermelha, morangos, framboesas, mirtilos, e ginjas que também são abundantes aqui. Como eu digo as gijas são as cerejas do pobres, por aqui encontram-se á venda nos supermercados por quase 4 euros o quilo. Depois tenho cerca de 50 pereiras antigas, algumas já centenárias que eu vou olhando por elas e podando a cada inverno, essas são de terrenos andandonados, e macieiras, tembém estão bem carregadas. Quando elas tiverem em plena colheita, já nao compro mais fruta. Come-se o que há na época.
    Dá-me pena ver essas árvores tão antigas morrerem, e eu até é uma coisa que gosto de fazer, é podar árvores de fruto, também aprendi com o meu pai.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Paulo H gostou disto.
  10. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Sim concordo! É muito importante a sabedoria dos antigos, que é a mais adequada para cada local que tem o seu tipo de terra e clima específicos. Mas também podemos inovar aqui e ali, com novos métodos de rega (a água é um bem precioso e nem sempre estamos lá quando é preciso), novas variedades,...

    No meu caso, a terra encontra-se cercada de pinhal, que tinha ardido por completo em 2002. Desse incendio, apenas se salvaram uma figueira e algumas oliveiras (ainda rebentaram) em 2003, tendo plantado 2 cerejeiras nesse ano. Depois, por motivos de saúde dos meus pais, ficou abandonada. Até que em 2010 decidi por meus próprios meios recuperar a terra, tinha silvas, mato, estêvas com quase 2m de altura, só se via praticamente o telhado em ruinas do curral antigo e as 2 cerejeiras de 2002 que mais pareciam paus de vassoura! :) Cortei e queimei tudo ao longo de meses, reconstrui o telhado, cavei e plantei novas árvores tendo enxertado algumas nos anos seguintes (cerejeiras).

    Dá gosto ver uma terra recuperada, pois quem passasse por lá nunca iria imaginar que aquilo já deu frutos. Uma terra com árvores sempre tem mais valor e alegra a vista quando frutificam.

    PS: No caso dos morangos e hortícolas, tenho sorte, pois não há caracóis no meio do pinhal! Assim posso dizer que não uso pesticidas, são praticamente biológicos, não fosse o adubo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro1993 gostou disto.
  11. Pedro1993

    Pedro1993
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Jan 2014
    Mensagens:
    7,034
    Local:
    Torres Novas(75m)
    Fazes muito bem, nós também recuperamos um terrenos com cerca de 4 ha que tem quase 60 oliveiras, era do meus avos, foram todas limpas agora em janeiro e fevereiro, e deram um reboque de lenha. Elas agora já vem a rebentar novamente e já nao parecem as mesmas, já nao eram limpas á mais de 20 anos. Já tens mais sorte do que eu porque, eu tenho aqui caracóis aos montes, mas tambem nao recorro a pesticidas, apanho-os manualmente, e tambem já experimentei a armadilha com cerveja e de facto dá resultado.
    Aqui em casa, lá vão dando uma trincas nos morangos, mas na horta, nao se salva um, comem mesmo tudo, quando eles estão no ponto de maturação.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. DaniFR

    DaniFR
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    21 Ago 2011
    Mensagens:
    1,781
    Local:
    Coimbra (75 m)
    Eu tenho uns 30 pés de morangueiros dessa variedade e até têm produzido bem, mas nunca deram guias para novas plantas. Tenho feito a propagação através de novos rebentos que nascem junto à planta principal, mas torna-se dificil separar, pois partem com facilidade e têm pouca raiz.
    Outro problema é que parte da produção é atacada pelas lemas e por uns bichos como os mil-pés.
     
  13. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    É estranho de facto, 30 plantas não produzirem guias. Ainda não tenho resposta para isso. A verdade é que da planta original, junto à nascente (nunca precisei de regar), deu 5 guias, por sua vez cada uma deu mais 5, por aí fora, num total de 159. Mas no ano passado a mesma planta (avó) já só produziu umas 20 plantas, ou seja, varia de ano para ano.

    Outro facto, junto à nascente, começa a produzir guias em finais de agosto. Mas as 159 plantas restantes foram plantadas em cambalhões distantes da nascente (menos água disponível no solo), sendo que começam a produzir guias logo em junho (praticamente colho morangos e corto as guias novas todos os fins de semana).

    Tenho 2 hipóteses, dado que o terreno é o mesmo, mas junto à nascente é mais sombrio, mas sempre com humidade no solo.

    Hipótese 1: se a planta tem água em abundância, começa a produzir guias no fim do verão (normal). Se passar sede, começa a procurar alternativas de propagação mais cedo (novas guias logo em junho), como se fosse uma estratégia para procurar água.

    Hipótese 2: locais com mais insolação, provocam um desenvolvimento mais rápido, passando em pouco tempo à fase de propagação através de guias (1 mês após início de produção de morangos).

    Ainda não tenho certezas, só hipóteses..
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    DaniFR gostou disto.
  14. DaniFR

    DaniFR
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    21 Ago 2011
    Mensagens:
    1,781
    Local:
    Coimbra (75 m)
    Os morangueiros que falei são este:
    [​IMG]

    [​IMG]

    Estes estão em vasos e têm produzido bem, tenho outros tantos na terra, mas como estão numa zona mais sombria produzem pouco. Tenho que arranjar um local defenitivo no quintal, só espero que não sirvam de alimento para os melros.
     
    jonas_87, Paulo H, StormRic e 1 outra pessoa gostaram disto.
  15. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,076
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Muito bom!

    Por sorte, os pássaros não comem morangos.

    Na minha quinta, no meio do pinhal, há pássaros do todo o tipo, incluindo melros e não os comem. Já as cerejas..
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    DaniFR gostou disto.

Partilhar esta Página