Biodiversidade

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por psm 15 Nov 2008 às 20:50.

  1. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,145
    Local:
    Sintra
    Na região de Cornwall e nas ilhas Scilly, realmente as Phoenix canariensis assim como a palmeira das vassouras, conseguem germinar e crescer, só não sei se chegam a frutificar, mas acredito que pelo menos a primeira sim.
    Já a oliveira tal como a azinheira, de facto crescem ,mas pelo menos a oliveira sei que não frutifica ( de forma comercial).
    De facto o Nordeste do Atlântico é a região mais setentrional do mundo para o cultivo ao ar livre destas espécies. A Corrente do Golfo, até vai mais além, libertando várias regiões costeiras do Norte da Europa de gelo, enquanto todas as outras regiões à mesma latitude estão com o mar coberto de gelo.
    Não é de admirar, portanto, ver coqueiros na Madeira e clima tropical na faixa marítima sul dos Açores.:D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    Aqui no Brasil temos varios casos mas um muito famoso é o das abelhas africanas que foram trazidas na década de 50 é algumas conseguiram escapar se misturar com as abelhas daqui, hoje quase 50 anos depois estas abelhas já chegaram a California, invadiram praticamente todo o continente.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    Algumas noticias sobre as consequencias da introdução desta abelha,..

    MEXICO
    "México: Pelo menos 70 polícias hospitalizados com ferroadas de abelhas africanas

    Cidade do México, 09 Abr (Lusa) - Pelo menos 70 agentes da polícia foram hospitalizados depois de um ataque de abelhas africanas que invadiran em grande número uma carreira de tiro da polícia no sul do México, disseram hoje as autoridades.

    O ataque ocorreu segunda-feira em Tapachula, Chiapas, quando um dos polícias atingiu com uma bala a colmeia, disse hoje o agente Miguel Serrano. Pelo menos 10 dos 70 polícias picados pelas abelhas estão em estado grave, disse a fonte.

    "Tentámos o melhor que pudemos mas não conseguimos evitar as ferroadas", disse Serrano. "Alguns de nós deitaram-se no chão mas isso em nada ajudou. Foi realmente mau. Nunca vi nada assim, nem mesmo nos filmes", confessou.

    As abelhas africanas, uma espécie híbrida algumas vezes referida como "abelhas assassinas", descendem das sul-africanas importadas em 1956 para aumentar a produção de mel no Brasil. Uma colmeia fugiu de um laboratório em 1957 e tomou a direcção do Norte.

    TM."

    http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?article=338494&visual=26&rss=0

    BRASIL
    "Abelhas africanas matam aposentada em Florianópolis

    Plantão | Publicada em 04/12/2006 às 18h37m
    Andrea Leonora - Especial para O Globo

    FLORIANÓPOLIS - Um ataque de abelhas africanas levou à morte, na manhã desta segunda-feira, a aposentada Maria Vitória Araújo, de 84 anos, moradora do balneário Ingleses, em Florianópolis. Ela foi atacada na manhã de sexta-feira e socorrida por vizinhos e bombeiros. Levada para a UTI do Hospital Universitário, não resistiu às mais de 700 ferroadas e morreu.

    Daniel Rosa, vizinho da aposentada, disse que acordou com gritos e que correu para ver o que estava acontecendo. Ele se deparou com a senhora se debatendo na tentativa de afastar os insetos. Daniel e outros vizinhos não puderam entrar para socorrê-la porque o cão de guarda da casa, da raça rottweiller, solto e enfurecido, também tinha sido picado pelas abelhas.

    Maria Vitória ainda tentou se aproximar do portão, mas só deu alguns passos e acabou sentando próximo à piscina, onde ficou, paralisada. Quando finalmente os bombeiros chegaram, uma hora e dez minutos após o primeiro chamado, os vizinhos já tinham conseguido levar a aposentada para dentro de casa, onde desmaiou.

    - O pior foi ouvir ela pedindo socorro e não poder fazer nada. Quando abrimos o portão, o cachorro saiu correndo, louco de tantas picadas, e aí pudemos entrar - recordou o vizinho.

    Daniel e os outros vizinhos lamentaram a demora do socorro dos bombeiros.

    - Demoraram mais de uma hora num percurso que pode ser feito em 30 minutos. Os animais da vizinhança também sofreram com o ataque das abelhas.

    Além do rottweiller da vítima, outros três cachorros e cinco gatos morreram em conseqüência das picadas. As primeiras investigações dão conta de que havia uma criação clandestina de abelhas no pátio de uma casa raramente ocupada, mas os responsáveis ainda não foram identificados. "

    http://oglobo.globo.com/pais/mat/2006/12/04/286892220.asp
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    Existe um documentário muito interessante sobre este episódio da fuga das abelhas na década de 50 se eu achar no Youtube coloco aqui.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. psm

    psm
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Out 2007
    Mensagens:
    1,509
    Local:
    estoril ,assafora


    Tal como o medronheiro no SW da irlanda:

    Há uma ressalva essas especies no meio natural nunca teriam hipotese de competir com as originais e que são os quercus robur e o quercus patraea.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    sim elas nem se reproduzem nessas zonas;)
    de facto acho esquesito as phoenix canariensis sobreviverem com temperaturas tao baixas.....um dia vi um artigo que dizia que toleravam-10Cº:eek: como sera que se adaptaram para sobreviver a isso:unsure::huh:
    outra coisa que me fascina é o facto dos pineiros nordicos aguentarem com -50Cº como é que fazem para a seiva nao congelar ou para impedir o crescimento de cristais que rompessem os tecidos.....:confused:
    a vida é linda sob todas e qualquer forma:thumbsup::)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    9,521
    Local:
    Bragança (675m)

    Aqui na região há várias phoenix canariensis, algumas de grande porte.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    9,521
    Local:
    Bragança (675m)

    A olea europaea não terá grandes dificuldades em suportar os Invernos dessas regiões. O maior problema deve ser o Verão pouco quente e demasiado chuvoso.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. abrantes

    abrantes
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    4 Jan 2008
    Mensagens:
    237
    Local:
    Rio de Janeiro
    Descoberta na Amazônia nova espécie de peixe miniatura transparente

    Piaba dálmata vive nos Rios Madeira e Purus.
    Exemplares encontrados não passam de 20 milímetros de comprimento.



    Uma nova espécie de peixe ornamental que habita os Rios Madeira e Purus foi descoberta pela pesquisadora da Universidade Federal do Amazonas e da Universidade do Estado do Amazonas Cristina Bührnheim.



    Por seu tamanho reduzido em comparação a outros peixes do mesmo grupo, a piaba dálmata (Amazonspinther dalmata) é considerada uma miniatura – os exemplares coletados têm em média 17 milímetros e não passam de 20 milímetros de comprimento, quando outras piabas chegam a 60 milímetros.



    “A miniaturização é um fenômeno evolutivo que ocorre em vários tipos de animais”, explica Bührneim. A ciência, no entanto, não tem uma explicação definitiva sobre por que certos tipos de animais diminuem de tamanho.



    O nome "dálmata" decorre das três manchas pretas que o peixe apresenta. Para Bührnheim, a espécie tem potencial comercial. A publicação da descoberta foi feita em dezembro na revista científica "Neotropical Ichthyology".

    [​IMG]

    Fonte
    http://www.globoamazonia.com/Amazonia/0,,MUL1011696-16052,00.html
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,145
    Local:
    Sintra
    O Amazonas é o rio mais rico do mundo em biodiversidade. :w00t::thumbsup::D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. psm

    psm
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Out 2007
    Mensagens:
    1,509
    Local:
    estoril ,assafora
    Venho aqui pôr uma especie de fungo que veio da America do norte e que dantes não havia na Europa, e que se gasta rios de dinheiro em fungicidas para o controlar, pois causa a perda de rentabilidade nas vinhas, e morte nos carvalhos(europeus) mais novos, e quando em anos, e em verões quando o são muitos humidos, o OÍDIO (mcrosphaera alphitoides) mutiplica-se de uma forma fenomenal, e os os unicos quercus em que não ataca é o rubra e o palustris que são os originários da America do Norte.

    Outro fungo extremamente danoso e mortal importado da Asia, e que atacou e que continua a atacar, é a podridão radicular e do colo(phytophora cinnamoni) e em que em espécies como o castanheiro o quase destruiu. Agora e já alguns anos e devido a uma má prática agricola (arroteamento das terras e pisoteio de gado:disgust:) no Alentejo tem atacado os sobreiros e as azinheiras, pois em tempo de seca as arvores estão mais vuneraveis, sendo assim tem havido uma grande mortandade nestas arvores em especial nos sobreiros.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    :sad:e depois ainda querem cortar sobreiros para fazer habitaçoes ( desnecessarias porque há muitas que podiam ser recuperadas e nao sao):disgust::angry:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,145
    Local:
    Sintra

    Interessante e obrigado por postares isso aqui.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,818
    Local:
    Porto
    A quantidade de azinheiras e de sobreiros que estão a morrer no Sul do país é assustadora. Mesmo as árvores mais jovens não escapam. Observando a enorme quantidade de árvores mortas em muitos concelhos do Sul penso que já se pode falar numa catástrofe ambiental muito grave. O que está a ser feito para combater a praga pelas autoridades oficiais?
     
  15. Thomar

    Thomar
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    19 Dez 2007
    Mensagens:
    2,174
    Local:
    Cabanas - Palmela (75m)
    Mais uma má notícia... :disgust:

    Esta saiu hoje no Jornal Público versão online:

     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #90 Thomar, 2 Mar 2009 às 16:01
    Última edição: 2 Mar 2009 às 21:08

Partilhar esta Página