Sistema Sintra-Montejunto -Estrela

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por psm 13 Mar 2008 às 06:59.

  1. GabKoost

    GabKoost
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    19 Jan 2009
    Mensagens:
    849
    Local:
    Longos, Caldas das Taipas (Entre Brg e Gmr) Altit
    Indo por aí, e distinguindo Olhos de Cabelo:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  2. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,818
    Local:
    Porto
    A Espanha é um quadro muito complexo do ponto de vista cultural e geográfico. Só línguas tens, entre reconhecidas e não reconhecidas:

    - o galego
    - o asturiano
    - o basco
    - o catalão
    - o aragonês
    - o castelhano
     
  3. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    9,548
    Local:
    Bragança (675m)
    Isso até podia ser verdade, mas não tem qualquer importância para a discussão sobre os aspectos climáticos destas regiões.

    Parece-me mais relevante apresentar dados dos valores da temperatura do ar, dos quantitativos de precipitação ou do número de horas de sol.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  4. GabKoost

    GabKoost
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    19 Jan 2009
    Mensagens:
    849
    Local:
    Longos, Caldas das Taipas (Entre Brg e Gmr) Altit
    A conversa está relacionada.

    A divisão climática da região Norte Vs Sul através do sistema montejunto estrela assim como outras micro regiões climáticas proporciona uma diferente evolução do ser humano.

    O ser Humano é o Reflexo do Seu Meio Ambiente.

    A mesma divisão hipotética - Atlantica vs Mediterranico do clima tem sido mencionada neste tópico junto a algumas condicionantes sociais que impedem um reconhecimento maior desta realidade.

    Se só se falar de milímetros e pressões, muito redutor seria o alcance desse fórum no que toca ao clima e á sua importância para o ser humano.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    9,548
    Local:
    Bragança (675m)
    Acha mesmo que no nosso país a cor do cabelo ou dos olhos está mais relacionada com questões climáticas do que com aspectos históricos?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,818
    Local:
    Porto
    Ambos os factores não podem ser excluídos.

    No Noroeste, conforme mostra um mapa, há uma maior percentagem de pessoas com cabelos claros.

    No Sul, há uma maior percentagem de ascendência sefardita e berbere.

    Insolação e História a gerar diferenças...
     
  7. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,165
    Local:
    Sintra
    No Noroeste há uma maior percentagem de pessoas com cabelos claros do que no Sul, mas antropologicamente e fenotipicamente, parece-me bem evidente a predominância do tronco mediterrânico em Portugal.
    Aliás nem conheço, uma região em Portugal, onde predominem pessoas de traços nórdicos sobre traços latinos ( já pedi indicações/referências, mas ainda não recebi nenhuma...). Houve também quem dissesse que foram os níveis elevados de insolação de Portugal continental que moldaram e esculpiram a raça portuguesa. A meu ver este tema requer muito mais estudo e referências, embora por onde quer que vá, não vejo assim muitos loiros nativos de Portugal.
    A questão da predominância da mediterranicidade em Portugal, prende-se, parece-me, em grande parte com sua posição geográfica ( bem no Sudoeste europeu), estando sujeita aos influxos climáticos e culturais, daí resultantes.
    Não me parece também, tão relevante a questão de ter um Oceano à porta, mas antes quais as correntes que aí predominam, pois estas produzem efeitos significativos no clima. Portugal tem correntes quentes e frias. No continente predominam as frias, que tornam o clima muito mais soalheiro e aberto à presença de anticiclones, do que a zona dos Açores, por exemplo, onde conhece regimes muito mais húmidos e nublados, derivado às suas correntes quentes.
    O Mediterrâneo, comporta-se antes como uma pequena poça interior em comparação com um grande lago que é o oceano. Aquece e arrefece mais rapidamente, não tem muitas correntes ( tanto de superfície como de profundidade), possue grande estratificação e estabilização de colunas de água nas suas profundidades, tem marés pequenas e com níveis de salinidade mais altos logo consequentemente tem uma biodiversidade bastante pobre em comparação com uma área equivalente do Atlântico, por exemplo.
    Isto contudo, não faz com que qualquer zona que não tenha este exacto comportamento de águas ao longo da sua costa, não tenha também um clima mediterrâneo ( com as suas semelhanças ou diferenças inerentes)...
    O Chile central tem clima mediterrânico e conhece águas mais frias que as nossas, o mesmo para a África do Sul ( zona do Cabo), Califórnia, Sul da Austrália, etc...
    O que interessa antes, é como já foi muito bem mencionado pelo Dan, o comportamento termopluviométrico entre outros aspectos climáticos, fitológicos, etc..; que devem obedecer a um certo padrão científicamente aceite e pré-estabelecido.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Exato...alias, eu não compreendo a razão de se estar a debater este tema em circulos há tanto tempo...
    Por exemplo....Lisboa tem 4 meses com Tmed>20, 8 meses com Tmed igual ou maior que 15º e 4 meses com Tmed entre 11 e 14º...reparem que um mês de verão bioclimatologico é aquele em que a Tmed=10, logo não temos em Lisboa um unico mês de inverno biologico.
    Bragança tem 1 ou 2 meses de inverno biológico..
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  9. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,818
    Local:
    Porto
    Mas no Norte da PI não há traços nórdicos. Poderá sim haver traços mais próximo daquilo que se chama fenótipo «alpino», conceito aliás em desuso, o qual seria uma mistura de mediterrânico com nórdico.

    E depois no Sul entra outro factor que já mencionei, entre 30 a 40% da população tem ascendência berbere ou sefardita.

    A Daniela Ruah, por exemplo, vem de uma família sefardita (ver apelido Ruah) ;)

    [​IMG]
     
  10. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,818
    Local:
    Porto
    Bragança tem pelo menos 5 meses com t. média menor que 10ºC.

    http://www.meteo.pt/pt/oclima/normais/index.html?page=normais_bgc.xml
     
  11. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,117
    Local:
    Lisboa
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    4,165
    Local:
    Sintra
    E também temos o Simão Sabrosa ou o Ronaldo... lol
    E até hoje ainda não consegui perceber de que tipo racial é o Carlos Martins... :D
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  13. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,818
    Local:
    Porto
    Consegues arranjar informação sobre esse conceito? Para mim é uma novidade. :thumbsup:
     
  14. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,818
    Local:
    Porto
    Parece do Paquistão :lmao:
     
  15. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    9,818
    Local:
    Porto
    Estava aqui a pensar, se tivesse de arranjar um protótipo de mulher mediterrânica em Portugal, quem escolheria...

    Catarina Furtado, o que acham?

    [​IMG]
     

Partilhar esta Página