Dúvidas

Tópico em 'Aprendizagem e Formação' iniciado por Aspvl 13 Ago 2010 às 20:35.

  1. jonas_87

    jonas_87
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    11 Mar 2012
    Mensagens:
    15,775
    Local:
    Alcabideche, Cascais - cota 119 mts

    Boas Cadito, parece-me bem esse data logger, por acaso já mandei vir aquele baratucho, mas pronto, vou ver como se comporta.:D

    Em 2013, na faculdade, cheguei a trabalhar com uns muitos bons, da marca tinytag plus 2, precisão brutal, são é um pouco caros, mas também a qualidade paga-se.

    Então vais instala-lo num sitio especificio e fazer registos? Isso é bem interessante.
    Por acaso este que vou arranjar tambem será para esse fim, no meu caso, será mais para registar o ritmo de arrefecimento nocturno em alguns locais.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Cadito gostou disto.
  2. Cadito

    Cadito
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    27 Fev 2010
    Mensagens:
    516
    Local:
    Ermesinde (Sampaio), 105m
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  3. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    3,080
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    possuía algum logótipo, podem existir 1001 razões para la estar, como para registar as normais climáticas para futuros estudos de impacte ambiental isso é muito comum e então não estariam abertas ao publico por serem propriedade privada,
     
  4. Cadito

    Cadito
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    27 Fev 2010
    Mensagens:
    516
    Local:
    Ermesinde (Sampaio), 105m
    No logo.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  5. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    3,080
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    então não deves ter acesso aos dados pois a estação deve ser privada
     
  6. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    3,080
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    Uma pergunta alguem me sabe responder porque motivo o por do sol e o nascer do sol no deserto é branco, estive em marrocos e dei conta que tanto o nascer como o por do sol eram branco azulado
     
  7. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    11,857
    Local:
    Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
    Não sei qual é a explicação, tem com certeza a ver com a secura do ar, mas por vezes também se observam na nossa região, já observei principalmente no Algarve. Nunca pensei que pudesse ser específico dos desertos (e não é) até porque se observam de todas as cores em qualquer deserto.
     
  8. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    3,099
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Talvez a difração da luz refletida no horizonte provoque esse efeito. O mesmo que provoca as miragens, num dia quente de verão, o alcatrão da estrada, ao longe, parece molhado, podendo até refletir a imagem no local.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    CptRena gostou disto.
  9. Albifriorento

    Albifriorento
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    4 Dez 2010
    Mensagens:
    687
    Local:
    Castelo Branco
    Por incrivel que pareça, o Sol é uma estrela Branca, parece amarela devido á nossa própria atmosfera, a razão porque possa ter uma aparência diferente noutros pontos do planeta, provavelmente será a própria atmosfera. Sendo esta mais pura no deserto, provavelmente a interferência no espectro de luz aparente do sol (que aqui na terra normalmente é amarela, parecendo avermelhado ao por e nascer do sol) será menor.

    Mas não serei óbviamente a melhor pessoa para explicar, na realidade não sei sequer se será essa a razão.
     
  10. Mr. Neves

    Mr. Neves
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    22 Jan 2013
    Mensagens:
    3,728
    Local:
    Tondela-290m
    Boa tarde:). Estava para aqui a pensar na formação do granizo a propósito do possível evento convectivo deste fim de semana. Eu sei que o granizo está precisamente ligado às circulações de ar convectivas e às sucessivas entradas das partículas de humidade em camadas de ar mais frio e outras mais quentes, mas como é que se pode prever a formação de granizo através dos modelos meteorológicos?

    E a propósito de questões gostaria de tentar perceber o que se pode prever ou que conclusões se podem tirar do movimento do Jet Stream.

    Obrigado pela atenção:)
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    3,080
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)

    Na verdade é mais branco-amarelado, mas se vissem é incrível, pois não muda como cá,
     
  12. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    3,080
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    Não podes, pois algumas trovoadas só dão chuva grossa, uma trovoada é imprevisível,
    A corrente de jacto é o resultado do contacto entre o ar quente e o ar polar, e serpenteia a terra de oeste para leste e influencia todo o clima, tanto pode destruir tempestades ou intensifica-las, tem um papel muito importante nos tornados dos usa
     
    Mr. Neves gostou disto.
  13. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,328
    Local:
    Montijo/Lisboa
    Não pode, não é bem assim... Há campos meteorológicos que ajudam a prever a probabilidade de ocorrer granizo em células de convecção. Alguns são complexos, mas são uma ajuda preciosa, sem certezas claro, mas óptimos indicadores. Se vires previsões do Estofex e o tutorial dos seus mapas, com alguma paciência podes ver alguns campos e parâmetros directamente calculados das saídas dos modelos que ajudam a fazer previsões para granizo.

    Em relação ao segundo assunto, também é complexo. De forma o mais resumida possível, de facto essa fronteira entre ar polar e tropical é a região preferencial de ocorrência de sistemas frontais. Portanto acima de tudo, saber onde está o jetstream é saber o storm track. De qualquer forma há muito mais complexidade, a começar pela curvatura do próprio jacto, que em diferentes regiões pode intensificar ou atenuar os sistemas e frentes. Se procurares o Google alguma coisa sobre entrada e saída do jacto e vorticidade podes tentar compreender alguns desses conceitos.
     
    Mr. Neves, Thomar e CptRena gostaram disto.
  14. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    2,328
    Local:
    Montijo/Lisboa
    http://www.lightningwizard.com/maps/ConvectiveWeatherMaps.pdf

    O link com a informação que referia ontem do guia dos mapas do Lightning Wizard, relativamente ao assunto do granizo.
    Naturalmente, os vários campos com diferentes cálculos de CAPE serão sempre dos primeiros a ser vistos. Claro que CAPE elevado sozinho sem humidade e outros factores não servirá de nada, mas em boas condições, quanto maior o CAPE maior a chance de granizo, e de maiores dimensões, pois a formação de granizo está diretamente relacionada com a velocidade das correntes ascendentes, e logo ao CAPE. Também os campos de velocidade vertical podem ser um bom auxiliar.
     
    Mr. Neves, Thomar e CptRena gostaram disto.
  15. Mr. Neves

    Mr. Neves
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    22 Jan 2013
    Mensagens:
    3,728
    Local:
    Tondela-290m
    Boa noite. Hoje venho a este tópico com o intuito de esclarecer melhor a formação de tornados. Antes de recorrer aqui, andei como sempre a vaguear pela internet, contudo as informações são um pouco desconexas não explicam muito bem como é que determinados fenómenos acontecem.

    -A presença obrigatória da interação de uma frente quente com uma frente fria deve-se à intensificação da convecção na nuvem cumulo-nimbus, certo?

    -Porque motivo se fala no rompimento da frente fria por parte da frente quente? Isso serve também para intensificar a convecção?

    -Que cisalhamento de ventos se fala para que ocorra um tornado, a que se deve este cisalhamento?

    -Se o cisalhamento se dá em planos paralelos como é que isso pode criar rotação?


    -Como é que a rotação num plano horizontal consegue passar a um plano vertical? Isto é como é que o tornado assume a posição vertical? (li que era devido à chuva e ao granizo mas isso é suficiente?)

    Estas são algumas perguntas que eu tenho acerca da formação de tornados, sei que é um tema muito abordado e muito conhecido pelo que até senti alguma vergonha do aqui vir expor, mas como qualquer um eu não nasci ensinado...
    Obrigado pela atenção, ficarei a aguardar uma resposta mais concisa a respeito desta temática.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página